domingo , 22 outubro 2017
Casa / FAÇA VOCÊ MESMO / Purificando Água com Energia Solar

Purificando Água com Energia Solar

Não há nada mais nobre, que utilizar energia renováveiL para ajudar pessoas carentes. A água em alguns países já é um artigo de luxo faz tempo, embora já uma verdade, que alguns países da europa já estejam com problemas deste tipo, a diferença entre os países europeus e os demais são os recursos financeiros.
[ad#dicas-verdes-meio-textp]

Agora, um simples dispositivo chamado de Solvatten trás novas esperanças para pessoas carentes de água, tal como o Life Saver e o Purificador de Água Com Energia Solar (desenvovido por duas Mineirinhas) o Solvatten, purifica água suja, que pode ser coletada em córregos, e matar todos os micróbios e agentes patogênicos que pode estar presente nesta água.

O Solvatten pode purificar 10 litros de água, em pouco menos de 4 horas, dividido em dois compartimentos de 5 litros, cada. O aparelho é simples de manusear. Basta abrí-lo como se fosse um notebook, colocar a água dentro e deixar o Sol aquecer a água. Após o aquecer, a água passa para outro compartimento totalmente limpa.

É o máximo, e é renovável 😉

Via > Treehugger

Sobre Fernando Goulart

Fernando Goulart é um Empreendedor Web que escreve e presta consultoria sobre Sustentabilidade, Geração de Energia e Tecnologia Sustentável. Gosta muito de "desconstruir" ou "desmontar" coisas, possui muitas ferramentas, gosta de sorvete de flocos, aprecia cerveja escura adora um Projeto Caseiro.

3 Comentários

  1. Sem duvida alguma a ideia e excelente, a alta temperatura vai matar os micro organismos que causam danos a nossa saude mas nao retirara os que sao da ordem mineral como: Cloro, chumbo, mercurio e tambem o odor e sabor etc… Creio eu, se voce quer melhorar a qualidade desta agua o ideal seria apos esfriar-la passar-la por um filtro a base de carvao ativado assim tera uma agua quase a 100% potavel.
    Este filtro vem com a torneirinha e nao e caro e nem dificil de encontrar. Grato a todos.

  2. Que bom saber disso. Vou dar uma pesquisada para saber melhor e divulgar também não é.

    Se é brasileiro, tem que ser divulgado.

    Abraços

    Dr. Chicletinho

  3. Se não me engano, existe um experimento de um professor da Universidade Federal do Ceará muito semelhante a este projeto.

    A diferença é que os materiais utilizados por eles são muito mais acessíveis ao terceiro mundo que um aparelho desses.

    Abraços,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *