terça-feira , 12 dezembro 2017
Casa / FAÇA VOCÊ MESMO / Você sabe como se Faz a Bolinha de Gude?

Você sabe como se Faz a Bolinha de Gude?

bolinhas_de_gude

Você que acabou de abrir o seu email, e recentemente cadastrou aqui no Dicas certamente esperava receber uma super dica sobre sustentabilidade não é? Pois é, e acaba recebendo uma dica sobre bolinhas de gude e se pergunta? Mas como pode isso? Que m… é essa?

Pois é mais uma vez, apesar de parecer uma brincadeira de criança, a produção de bolas de gude em 2014 como no passado é de suma importância para o nosso planeta e para a reciclagem de vidro. É sim! pode acreditar, a produção da bolinha que brincávamos no passado quando moleque recicla muito vidro e até matérias vidro de velhos tubos de TV. Isso você não sabia, eu tenho certeza 😀

O que é uma Bolinha de Gude

A bolinha, nada mais é do que um pedacinho de fita de vidro incandescente que foi cortado e moldado em forma de bolinha, no vídeo você verá como é feito, e é bem legal. Após ela esfriar, ela vira o brinquedo que muitos amam até hoje.  Todos os dias somente neste pequena fábrica que mostramos no vídeo recicla-se vidro de diversas origens e produzindo cerca de 3 toneladas de bolinhas de gude, todos os dias. Sim, sim! Todos os dias.

Pode até parecer uma brincadeira dos anos 80, mas saiba que esta brincadeira inocente, já consta nos registros há mais de 1600 anos! As bolinhas certamente podem ser rastreadas até o início da produção do vidro pelo homem lá na China :O Acredite!

A função da Reciclagem na Produção das Bolinhas

A reciclagem de vários materiais que muitas vezes você apenas descarta como lixo, pode acabar indo parar na produção dessa bolinha coloridinha aí.

Você sabia que até são vários tipos de vidro que podem acabar no forno para produção das bolinhas? Desde vidro de espelho do banheiro, garrafas de vinho, tubos de televisão e outras centenas de fontes de vidro que você e eu imaginávamos, ou seja, todo tipo e caco de vidro vai parar lá. O que é bom né, pois o que seríamos sem a reciclagem de vidro? Certamente essa material que pode ser reciclado indefinitivamente e que nunca perde sua propriedade seria descartado como lixo e nunca mais poderíamos utilizar esta matéria prima inigualável.

 

Ficando rico vendendo Bolinhas de Gude?

HarliJordean1

Quem disse que essa bolinha não gera renda e muito dinheiro para algumas pessoas? Brincadeira? Nada disso! Há pouco tempo atrás em Londres descobriu-se um menino de apenas 8 anos que desenvolveu seu próprio negócio, e aí você me pergunta. Que tipo de negócio? E se você respondeu, vendendo bolinhas de gude acertou. Sim! Harli Jordean ficou rico penas penas vendendo as bolinhas coloridas pela internet, o menino é tão malando que empregou até a sua mãe.

Tirando o destalhes deste novo negócio, o que mais nos chama a atenção é do fato deste produto ser tão antigo e que muito moleque ainda nem a conhece. A era da tecnologia tirou um pouco da molecagem das crianças e este brinquedo antigo mais funcional fez a alegria de muitos pais pois era barato e de fácil acesso. O que seria de nós sem esta bolinha para brincar quando criança? Nem gostaria de imaginar, mas certamente seríamos um adulto frio e muito menos feliz.

Agradeço a todos por ter essa experiência na minha pequena estadia na terra quando criança e um dia certamente voltarei a brincar com elas, mas em outro tempo.

Foram bons dias e esperamos que cada vez mais as bolinhas possam ser disseminadas e que muito mais vidro seja reciclado.

Então se você tem aquele velho copo que foi quebrado, não o jogue no lixo comum, separe-o, pois certamente ele poderá parar na bolinha de gude do seu filho.

Fica a Dica =)

Via > Youtube

Sobre Fernando Goulart

Fernando Goulart é um Empreendedor Web que escreve e presta consultoria sobre Sustentabilidade, Geração de Energia e Tecnologia Sustentável. Gosta muito de “desconstruir” ou “desmontar” coisas, possui muitas ferramentas, gosta de sorvete de flocos, aprecia cerveja escura adora um Projeto Caseiro.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *