Com este artigo saberemos como o sal iodado pode afetar a nossa saúde e se devemos ou não usá-lo.

A importância do Sal Iodado

O iodo é conhecido como um importante mineral. Encontrado em frutos do mar, produtos lácteos, grãos e ovos.

Em diversos,  é somado com o sal de mesa, na prevenção de deficiência de iodo.

Benefícios para Saúde no Uso do Sal Iodado

A glândula da tireoide, usa iodo para produzir hormônios tireoidianos. Que auxiliam no reparo do tecido, regulando o metabolismo e promovendo o crescimento e o desenvolvimento adequados.

Esses mesmos hormônios tireoidianos, também desempenham uma função importante no controle da temperatura corporal, pressão arterial e freqüência cardíaca.

Benefícios para Saúde no Uso do Sal Iodado

Além da essencial importância na saúde da tireoide, o iodo desempenha papel central em vários outros aspectos da sua saúde.

Um exemplo, durante estudos de ensaio e em animais, foi sugerido que ele pode afetar diretamente a função do seu sistema imunológico.

Em outros estudos, descobriram que o iodo pode auxiliar a tratar a doença fibrocística da mama, condição em que os grumos não cancerosos, se formam na mama.

Deficiência

Diversas pessoas, em todo o mundo correm um grande risco deficiência de iodo .

Considerado um problema de saúde pública em 118 países, e mais de 1,5 bilhão de pessoas, acreditam-se estar em risco.

Em certos lugares, as deficiências em micronutrientes como o iodo, em proporções cada vez mais elevadas.

Especialmente em regiões onde o sal iodado é incomum ou há baixos níveis de iodo no solo.

Sendo assim, estima-se que cerca de 1/3 terço da população no Oriente Médio, esteja em risco de deficiência de iodo.

Leia também> 15 Alimentos Saudáveis para o Coração

Condição está também, é facilmente encontrada em áreas como África, Ásia, América Latina e partes da Europa.

Infelizmente, há certos grupos de pessoas mais propensos, a ter deficiente em iodo.

Outro exemplo, mulheres que estão gestantes ou estão amamentando, estão entre o maior risco de deficiência, porque necessitam de mais iodo.

Os grupos de veganos e vegetarianos, também estão em maior risco.

Após um estudo, que analisou as dietas de 81 adultos, descobriu que 25% dos vegetarianos e 80% dos veganos, apresentavam deficiência de iodo, em comparação com apenas 9% das dietas misturadas.

Sintomas da falta de sal iodado

A deficiência de iodo, pode gerar uma vasta lista de sintomas que variam de intensidade, branda a desconfortável e grave, e até mesmo perigosos.

Dentre os sintomas, o mais comuns é apresenta um inchaço no pescoço, conhecido como bócio.

A glândula tireoidiana, necessita do iodo para produzir hormônios tireoidianos.

Quando há falhas e o  seu corpo não tem a quantidade suficiente, sua glândula tireóide é forçada a trabalhar em excesso, para tentar compensar e produzir mais hormônios.

Com isso, as células da tireoide tendem a se multiplicar e crescem rapidamente, resultando em um quadro negativo, onde a pessoa passa a ter o bócio.

Veja também> Como perder Peso Tomando Spirulina

A diminuição dos hormônios tireoidianos, geram e levam a outros fatores adversos: perda de cabelo, fadiga, ganho de peso, pele seca e aumento da sensibilidade ao frio.

Nas crianças e em mulheres gestantes, a deficiência de iodo, gera sérios problemas. Os baixos níveis de iodo podem, causar danos cerebrais e desencadear graves problemas de desenvolvimento mental em crianças.

Também pode estar, associado a um risco maior de abortos espontâneo.

Prevenção da Deficiência

O sal iodado, contribui na prevenção da deficiência de iodo.

Um médico em 1917, chamado David Marine, iniciou experimentos e descobriu que tomar suplementos de iodo era fator positivo na redução de incidência de bócio.

No ano de 1920, muitos países do mundo iniciaram a reforçar o sal de mesa com iodo, para evitar a deficiência de iodo.

Após a  introdução do sal iodado, mostrou-se totalmente eficaz na eliminação da deficiência em diversas partes do mundo. Antes de 1920, até 70% das crianças em algumas áreas dos Estados Unidos tinham bócio.

Leia também> Ervas e especiarias e seus Benefícios para a Saúde

Hoje em dia 90% da população, dos Estados Unidos, tem acesso ao sal iodado, e a população tem o consumo de iodo, dentro do normal em sua alimentação.

A medida de 3 gramas de sal iodado, por dia é suficiente para atender as necessidades diárias.

Com isso, o uso de sal iodado é uma das maneiras mais fáceis de se precaver da deficiência de iodo, sem ter que fazer modificações, na sua dieta.

O sal iodado é seguro consumir

Diversos estudos mostram que a ingestão de iodo, acima do valor necessário diariamente é geralmente bem tolerada.

Informa-se que o limite superior do iodo é de 1.100 microgramas, o equivalente a quase 4 colheres de chá em torno de 23 gramas de sal iodado.

Sendo que a alta ingestão de iodo. Pode contribuir para aumentar o risco de disfunção tireoidiana em certos grupos de pessoas. Grupos estes, fetos, bebês recém nascidos, idosos e pessoas com doença tireoidiana preexistente.

Leia também> Alimentos Orgânicos ajudam a Combater ao Diabetes

A ingestão excessiva de iodo, pode ser o resultado de fontes dietéticas, vitaminas e medicamentos que contém iodo e suplementos de iodo.

Segundo relato de diversos estudos, conclui-se que o sal iodado é seguro com risco mínimo de efeitos colaterais adversos para a população em geral.

Mesmo usado em doses de 4 a 7 vezes o valor recomendado diariamente.

Alimentos que são ricos em iodo

O iodo é encontrado, em grande partes dos alimentos. O uso do sal iodado torna-se fácil em aumentar a ingestão de iodo, não sendo ele a única fonte.

Sendo perfeitamente possível, na contribuição de suas necessidades de iodo, sem consumir sal iodado.

Existem ótimas fontes, onde estão incluídos,  produtos lácteos, diversos grãos,  futos do mar e ovos.

Estes são alguns alimentos ricos em iodo: bacalhau, iogurte, leite, camarão, macarrão, ovo cozido, atum em conserva, ameixa seca, entre outros.

Aos adultos é necessário ingerir pelo menos 150 microgramas de iodo por dia.

Mulheres gestantes ou amamentando, esse número aumenta para 220 e 290 microgramas por dia.

No consumo, diário de porções de alimentos ricos em iodo. Você poderá facilmente absorver iodo suficiente através da sua alimentação, com ou sem o uso de sal iodado.

Deve-se usar sal iodado?

Se você tem faz consumo de uma dieta equilibrada, que inclui outras fontes de iodo.

Exemplo, peixes ou produtos lácteos, provavelmente você, está obtendo iodo suficiente em sua dieta através de fontes de diversos alimentos.

Se existe suspeita e/ou você acha, que pode está em maior risco de deficiência de iodo. Deve-se avaliar a quantidade do uso de sal iodado.

Se você não receber não possui, uma dieta balanceada com porções de alimentos ricos em iodo a cada dia.

Leia também> 20 Alimentos com Alto Teor de Vitamina E

O uso do sal iodado, se apresenta  como uma solução simples, para se atender suas necessidades diárias.

Sua combinação com uma dieta nutritiva e variada, pode garantir que você atenda suas necessidades de iodo e vários outros nutrientes importantes.