Conheça Os Perigos de Obturações com Amálgama

Ad Blocker Detectado

Nosso site precisar exibir anúncios on-line para nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Conheça Os Perigos de Obturações com Amálgama. Você sabia que todos as obturações feitas com amálgama contêm aproximadamente 50% de mercúrio.

E pesquisas mostraram consistentemente que esses recheios expõem tantos os profissionais de odontologia.

Assim como, equipe odontológica, pacientes odontológicos e o vapor de mercúrio, partículas contendo mercúrio e formas adicionais de contaminação por mercúrio.

O mercúrio é um elemento altamente tóxico e não existe um nível seguro de exposição conhecido.

Os dentistas têm usado essas amálgamas dentárias carregadas de mercúrio há mais de 100 anos como material de preenchimento da cárie dentária.

Conheça Os Perigos de Obturações com Amálgama

Será que é seguro quando se trata de sua saúde?

A resposta simples é NÃO!

A American Dental Association afirma que o amálgama dentário é considerado um material seguro, acessível e durável que tem sido usado para restaurar os dentes de mais de 100 milhões de americanos.

No entanto, é um fato conhecido que toda vez que uma pessoa faz uma obturação de amálgama e ao mastigar, o mercúrio dentro desse preenchimento é liberado no corpo dessa pessoa.

O envenenamento por mercúrio é um grave problema de saúde em todo o mundo, e o preenchimento de amálgama é uma das principais causas que contribuem para isso.

Se a Food and Drug Administration admitiu o verdadeiro risco de restaurações de amálgama.

Então milhões de pessoas teriam que escolher se querem ou não remover as restaurações e, se sim, como administrar o custo da remoção.

A decisão do FDA em 2009 reclassificando mercúrio e amálgama, já que ambos têm maior risco (classe II).

Mas não os proíbe todos juntos, não é tão surpreendente, porque seria um grande inconveniente para muitos.

Obturação de Amálgama

Em 2009, a FDA revisou as evidências científicas apresentadas a respeito dos sérios riscos à saúde causados ​​pelo fato de se ter obturações à base de mercúrio na boca de milhões de americanos.

O que o FDA aprendeu então fez uma mudança séria.

Em 28 de julho de 2009, a FDA emitiu uma regra final que reclassificou o mercúrio de um dispositivo de classe I (de menor risco) para dispositivo de classe II (mais risco) e também classificou o amálgama dentário como um dispositivo de classe II.

Além disso, designou um documento de orientação de controles especiais para amálgamas dentárias.

Neste documento de orientação, admite mesmo que “o amálgama dentário também liberta baixos níveis de vapor de mercúrio.

Um produto químico que a níveis elevados de exposição é bem documentado para causar efeitos adversos neurológicos e renais na saúde.

As concentrações de vapor de mercúrio são mais altas imediatamente após a colocação e remoção do amálgama dentário, mas declinam depois disso. ”

Portanto, o FDA admite que os efeitos colaterais negativos à saúde são específicos e também bem documentados.

Mas ainda assim deseja continuar a usar mercúrio nas obturações, mesmo sabendo que pode haver alternativas melhores?

É difícil acreditar, mas é exatamente isso que está acontecendo.

Claramente, a FDA está admitindo que as obturações de amálgama são mais perigosos do que se acreditava originalmente, mas isso ainda não é proteção suficiente para o público americano.

Quem Possui este Preenchimento

As chances são de que se você possa ter tido uma obturação preenchida, ela foi preenchida com amálgama, que é a escolha de preenchimento número 1 para dentistas em todo o país.

O amálgama é composto de mercúrio líquido (cerca de 50% em peso) e metais de liga de prata, estanho e cobre.

Este material de preenchimento aparece em prateado, dando-lhe o apelido de “recheios de prata”.

Um relatório da FDA declara que:

“O enchimento médio tem 1 grama de mercúrio e vazamentos de vapor de mercúrio continuamente devido à baixa pressão de vapor do mercúrio, juntamente com a perda devido à ação galvânica de mercúrio com metais dissimilares na boca, resultando em exposição significativa para a maioria das pessoas com restaurações de amálgama.”

Conheça Os Perigos de Obturações com Amálgama

O vapor de mercúrio é transmitido rapidamente por todo o corpo, atravessa facilmente as membranas celulares.

E, como o metilmercúrio orgânico, tem efeitos tóxicos significativos em níveis muito mais baixos de exposição do que outras formas de mercúrio inorgânico”.

Enchimentos de amálgama têm sido utilizados há mais de um século.

O problema é que, de acordo com uma infinidade de dados científicos, essas restaurações de amálgama levam ao mercúrio perigoso e tóxico dos corpos de todos que as possuem.

De acordo com pesquisas científicas, tanto a exposição aguda e crônica ao mercúrio pode causar efeitos adversos à saúde durante qualquer período de desenvolvimento.

Temos que mudar e tornar a mudança reallidade, as crianças, assim como os adultos, nunca teriam mercúrio em seus corpos, porque esse metal pesado proporciona um benefício fisiológico absolutamente nulo.

Os efeitos das obturações carregados de mercúrio também são muito cumulativos.

Então, quanto mais tempo você tiver restaurações de amálgama, mais mercúrio você provavelmente terá em seu sistema.

Perigos do Mercúrio

A Clínica Mayo afirma que uma pequena quantidade de mercúrio (dois a 20 microgramas por dia) é liberada de um recheio de amálgama sempre que é mecanicamente manipulada, como por mastigação.

Goma de mascar é uma das piores coisas que você para você, se tiver restaurações de amálgama, porque libera uma quantidade de mercúrio “muito acima do normal”.

Ele também diz que a flora normal presente em nossas bocas altera alguns dos mercúrio em outras formas, como metilmercúrio, que se demonstrou ser incorporado nos tecidos do corpo.

Assim, os vapores de mercúrio liberados dos enchimentos de amálgama aumentam com qualquer tipo de manipulação mecânica ou estimulação.

Ao mastigar alimentos, mastigando algum chiclete ou rangendo os dentes, há um estímulo significativo do amálgama

A estimulação também tende a vir na forma de calor ou procedimentos odontológicos, como a limpeza dos dentes.

Com estimulação simples que ocorre todos os dias na boca de uma pessoa, os perigosos e tóxicos vapores de mercúrio liberados aumentam.

Se você bebê chá ou café quente.

Esta forma simples e agradável eleva as temperaturas em sua boca, o que é outra causa do aumento da liberação de vapor de mercúrio.

Ao comer um pedaço de carne que é um pouco duro ou mastigar um pedaço de chiclete.

Essa movimentação aumenta novamente os vapores de mercúrio liberados na boca, que então percorre o resto do corpo.

A exposição ao mercúrio, tanto em dose grande como em exposição de baixo nível ao longo do tempo.

Está ligada, através de dados científicos, a problemas renais, cerebrais, urológicos, de fertilidade, neurológicos e renais.

Esses problemas são ainda mais graves em crianças e no desenvolvimento de fetos.

Um artigo de 2013 escrito pelo Dr. Jonathan B. Levine fala sobre a pesquisa conflitante que ocorreu na Suécia e nos Estados Unidos.

Na Suécia, vários estudos demonstraram que quando pessoas com problemas neurológicos e de saúde pré-existentes.

Como em sintomas crônicos do tipo fadiga, tiveram amálgamas removidas, 78% dos sujeitos relataram melhora em seu estado de saúde.

Enquanto isso, nos EUA, os estudos patrocinados pelo FDA e Institutos Nacionais de Saúde afirmavam.

Que “os dados atuais são insuficientes para apoiar uma associação entre a liberação de mercúrio das amálgamas e as várias queixas que foram atribuídas a esse material restaurador”.

É de alta relevância observar aqui que o impacto do amálgama em crianças e mulheres grávidas e lactantes é ainda mais preocupante.

Até mesmo o FDA alertou os dentistas e o público sobre o impacto potencial no desenvolvimento de fetos e crianças pequenas com restaurações de amálgama.

Os riscos para a saúde aumentam para ambos os grupos, e eles devem evitar o enchimento de amálgama a todo custo.

Sinais e Sintomas  

Existem pelo menos 100 sintomas de envenenamento por mercúrio resultam direta ou indiretamente de envenenamento crônico.

O número e gravidade dos sintomas de intoxicação por mercúrio dependem de vários fatores, como:

  • quantas restaurações você possui
  • há quanto tempo você as tem
  • como elas podem ser estimuladas
  • quantas vezes elas são estimuladas

Alguns dos diversos sintomas possíveis de envenenamento por mercúrio com restaurações de amálgama incluem:

  • Instabilidade emocional
  • Perda de apetite
  • Fraqueza geral
  • Fadiga
  • Alterações na pele
  • Problemas cardiovasculares
  • Interrupções endócrinas
  • Dores de cabeça
  • Insônia
  • Comprometimento do sistema imunológico
  • Perda de audição
  • Problemas psicológicos e mudanças de humor, como depressão e nervosismo
  • Problemas respiratórios
  • Tremores
  • Perda de peso

Como você pode notar, a lista de sintomas do envenenamento por amálgama é longa e variada.

Tal como acontece com todos os tipos de sintomas e sinais de problemas de saúde, eles podem variar de pessoa para pessoa.

Como a química do corpo de cada pessoa é diferente, resultando em uma variedade de sintomas.

Se você tem muita obturações ou mesmo apenas algumas restaurações de amálgama, faz-se necessário removê-los com segurança.

Mudança para Melhor

Se você tiver restaurações de amálgama.

Visite um profissional de saúde holístico ou odontologia biológica, para aconselhamento sobre remoção segura, suporte nutricional e desintoxicação da exposição ao mercúrio.

Esses profissionais estão cientes das questões de envenenamento por mercúrio.

Possuem práticas odontológicas que não usam preenchimento com mercúrio.

Após a remoção do amálgama, os níveis de mercúrio do seu corpo provavelmente aumentarão antes de diminuir.

O profissional deve ter todos os itens e equipamentos de proteção adequados para você, para ele e desenvolvimento do processo de retirada.

Seus níveis de mercúrio devem cair significativamente dentro de algumas semanas após a remoção.

As condições crônicas que você teve ao receber os preenchimentos podem se agravar temporariamente.

Mas, desde que sejam tomadas as devidas precauções para reduzir a exposição durante a remoção, você deverá ver melhorias muito rapidamente em sua saúde geral.

É necessaŕio se fortalecer de informações e tomar medidas e colocar em prática medidas para proteger você, a sua família e até os amigos, dos perigos da exposição ao mercúrio em sua própria boca.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, amálgamas dentárias para obturações dentárias faz a lista de produtos não essenciais contendo mercúrio que devem ser eliminados.

Eu depois de conhecer todas essas informações, gostaria que os dentistas parassem de usá-los imediatamente, mas pelo menos eles estão reconhecendo o perigo com a “eliminação gradual”.

Eu sinceramente já penso em trocar as minhas obturações, fique impressionada, não imagina o impacto.

Achava que devia ter algum, mas não tanto assim e aconselho vocês a refletirem e levarem sua saúde mais a sério e agir o quanto antes.

A remoção de restaurações de amálgama mostrou melhorar muitos problemas graves e crônicos de saúde, incluindo:

  • Doença periodontal (gengival)
  • Sistema imunológico e problemas autoimunes
  • Alergias
  • Asma
  • Dores de cabeça / enxaquecas crônicas
  • ADD / ADHD
  • Taquicardia e problemas cardíacos
  • Condições de sangue
  • Doença de Crohn
  • Problemas gastrointestinais
  • Tontura / vertigem
  • Artrite
  • Doença de Lou Gehrig / ALS
  • doença de Alzheimer
  • Mal de Parkinson
  • Síndrome da fadiga crônica
  • Distúrbios da memória
  • Fibromialgia
  • Infertilidade
  • Depressão
  • Insônia
  • Ansiedade
  • Suscetibilidade a infecções
  • Infecção resistente aos antibióticos
  • Problemas de sinusite
  • Perda de audição
  • Condições de visão / olho crônicas
  • Eczema e outras condições de pele
  • Problemas de tireóide
  • Cândida
  • PMS
  • Diabetes

Alternativas para Amálgama

Definitivamente, há opções muito melhores e mais saudáveis ​​do que restaurações de amálgama.

Entre as opções incluem preenchimentos compostos, ionômeros de vidro e plástico, resina, porcelana e folha de ouro.

Em um futuro próximo, os preenchimentos de células-tronco podem até ser uma opção.

Se você estiver preocupado, como deveria, com a toxicidade das restaurações de amálgama.

Converse também com o seu dentista, sobre as conclusões que chegou e como pode ser feito a remoção das obturações de amálgama .

Conclusões 

Na dúvida, que devemos fazer o nosso melhor para evitar a necessidade de qualquer tipo de obturações dentárias desde o início.

E a grande dificuldade é em criança de fazermos nossos filhos entenderem tudo que está relacionado em manter atenção na escovação é de extrema importância.

A maioria dos dentistas convencionais nunca nos dirá se há como as cáries serem reversíveis.

Eles também provavelmente não irão avisá-lo que seus amálgama de amálgama atuais ou futuros podem realmente afetar negativamente sua saúde.

Me lembro que até um tempo atrás, alguns dentista aconselhavam a fazer restaurações de porcelana ou resina, e não usar amálgamas.

Depois começaram a imputar em nossas cabeças custo benefício.

E que a amalgama dura mais, e infelizmente por total falta de informação acabei concordando.

Hoje alguns profissionais, se você não disser que não quer obturações de amalgama, é automático já colocam direto no orçamento, muita das vezes nem perguntam.

Me preocupo mais ainda com os blocos de metal que as vezes possuímos na boca.

O quanto mal deve estar fazendo sem percebermos, mas agora temos as informações e podendo mudar esse cenário.

Você pode ir substituindo aos poucos, recomendo que diga adeus a qualquer preenchimento com amálgama.

Mesmo que o custo resultem um pouco alto, com certeza os problemas que podemos já ter e não sabemos, e os que teremos futuramente.

O problema seja qual for, poderão sim ter um impacto em nossa saúde a perder de vista.

Deixe seu Comentário