Carta Psicografada de Marcos Matsunaga Reveladora – Caso Yoki

Ad Blocker Detectado

Nosso site precisar exibir anúncios on-line para nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Carta Psicografada de Marcos Matsunaga Reveladora – Caso Yoki. A ex-garota de programa conhecida como Elize Matsunaga, matou e esquartejou seu marido, Marcos Matsunaga

Ele era um dos herdeiros da empresa famosa Yoki Alimentos, na noite de 19 de maio, no apartamento do casal na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo.

Eles tinham uma filha de um ano. No ano passado, surgiu esta carta suposta carata psicografada por Marcos Matsunaga onde ele diz que já foi um frio assassino e famoso.

Carta Psicografada de Marcos Matsunaga Reveladora – Caso Yoki

Carta Psicografada de Marcos Matsunaga Reveladora - Caso Yoki

Leia a carta e analise:

“Vamos por partes… Nasci em Londres em meados do século XIX e desencarnei no ano de 1912 da Era Cristã.

Em Whitechapel, matei e mutilei cinco mulheres que ganhavam a vida como prostitutas.

Esses crimes envolveram atos extremamente pavorosos, narrados em detalhes minuciosos pela mídia da época e o fato de nunca ter sido descoberto me tornou um mito, tão misterioso como o próprio fog londrino.

Várias teorias foram levantadas e filmes e mais filmes foram realizados com um intuito pretensamente investigativo, mas devo dizer que ninguém chegou nem perto da minha verdadeira identidade, o que me causou muitas gargalhadas e um enorme orgulho de ter cometido o crime perfeito.

Morri e Descobri os Horrores

Morri por causas naturais e me deparei em uma região de trevas profundas, talvez uma caverna.

Muitos gritos e rostos aterradores me esperavam. Fui levado a um estado de total animalidade por muitos anos, quando os servos de Maria me resgataram.

Sendo levado a outro plano, fui aos poucos tendo o meu perispírito reajustado, minha mente normalizada e meus pensamentos corrigidos. E compreendi os horrores que cometi.

Que tristeza, Deus! Por 58 anos permaneci em preparo para reencarnação e pedia a graça de receber para desencarne o mesmo destino dado por mim a outros.

No ano do Senhor de 1970, após busca incessante por quem me recebesse por filho, um casal, reencarnações de duas de minhas vítimas, aceitou.

Reencarnei

Agora em comoção generalizada, como o irmão Marcos, desencarnei e agradeço ao Pai ter me atendido dando destino, nem igual ao que dei as minhas vítimas.

Estou em paz, estou na luz. Resgatei um pouco do meu passado, outros momentos virão. Confio em Deus. Hosana nas alturas!”

Deixe seu Comentário