Conheça Apendicite e Maneiras Naturais de Recuperação

Ad Blocker Detectado

Nosso site precisar exibir anúncios on-line para nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Conheça Apendicite e Maneiras Naturais de Recuperação.

Para um órgão que não tem propósito conhecido, o apêndice certamente causa sua parcela de problemas.

Aproximadamente 300.000 apendicectomias são realizadas a cada ano.

Na verdade, é a cirurgia de emergência mais comum nos Estados Unidos. Sintomas de apendicite devem ser levados a sério. Crianças e adultos precisam de atenção médica de emergência imediatamente.

Segundo a Cleveland Clinic, a apendicite é o motivo mais comum para a cirurgia abdominal em crianças.

Conheça Apendicite e Maneiras Naturais de Recuperação

De fato, quatro em cada 1.000 crianças com menos de 14 anos precisam de uma apendicectomia.

Todos os anos nos Estados Unidos, 1 pessoa em cada 500 terá apendicite e precisará de cuidados médicos imediatos. Felizmente, podemos viver com segurança e prosperar sem um apêndice.

A Apendicite

É uma inflamação do apêndice, que pode causar a ruptura.

O apêndice é um pequeno órgão em forma de dedo localizado onde o intestino grosso e o intestino delgado se juntam no quadrante inferior direito do abdome, não muito longe do osso do quadril direito.

13 benefícios das Folhas de Goiaba Para Saúde

Quando o apêndice fica inflamado e os sintomas de apendicite, incluindo a dor súbita, começam, geralmente, no abdome inferior direito ou próximo ao umbigo.

A dor então migra para o lado inferior direito. Como a inflamação piora, a dor se torna mais grave.

Embora um traumatismo contuso, como um acidente de carro ou um acidente esportivo, possa causar a ruptura do apêndice, uma obstrução no apêndice também pode ser o culpado.

Conheça Apendicite e Maneiras Naturais de Recuperação

Quando o apêndice está obstruído, as bactérias dentro do apêndice se multiplicam rapidamente. Isso causa um abcesso e a formação de pus.

Se o apêndice se rompe, o pus e as bactérias se espalham pelo abdome e pela corrente sanguínea. É por isso que a atenção médica de emergência é necessária sempre que os sintomas de apendicite aparecem.

Sintomas de Apendicite

Os primeiros sintomas de apendicite podem ser incompreendidos como indigestão ou gases, porque cólicas leves são comuns no começo.

Se o sintoma durar mais de 24 horas, e outros sintomas de apendicite na lista abaixo começarem a aparecer, é hora de procurar atendimento médico.

Os sintomas mais comuns de apendicite em crianças e adultos incluem:

  • Dor repentina que começa no umbigo e se desloca para o abdome inferior direito
  • Dor súbita que começa no lado inferior direito do abdômen
  • Náusea
  • Vômito
  • Perda de apetite
  • Febre baixa de cerca de 100 graus que aumenta à medida que a inflamação e a dor aumentam
  • Inchaço abdominal
  • Prisão de ventre
  • Diarréia
  • Incapacidade de passar o gás
  • O lado direito do abdome é macio ao toque

Se você estiver grávida, os sintomas de apendicite podem começar com dor na parte superior do abdome, pois o apêndice se desloca um pouco mais alto durante a gravidez.

Apendicite em mulheres grávidas não é incomum; de fato, a apendicite ocorre em 1 em 1.500 gestações.

Leia Mais > Benefícios da Combinação da Cúrcuma e Pimenta Preta

Se você estiver grávida e tiver algum dos sintomas, não os escove como desconforto relacionado ao parto ou à gravidez.

A intervenção precoce e rápida, é fundamental para uma gravidez saudável.

Reconhecer os sintomas de apendicite em crianças pequenas é mais difícil.

Os Sintomas de Apendicite em Crianças pequenas podem incluir:

  • Frequência cardíaca elevada
  • Micção freqüente
  • Reclamações de dores de estômago depois de se movimentar, espirrar, tossir ou tocar o abdômen

Se esses sintomas aparecerem com uma temperatura elevada, procure atendimento médico de emergência imediatamente.

Causas e Fatores de Risco

Pesquisadores ainda não tenham certeza do motivo pelo qual a apendicite ocorre em algumas pessoas, e não em outras.

As condições são infecção, a inflamação ou a obstrução no apêndice ou no trato digestivo parecem ser a causa mais comum.

Um bloqueio no revestimento do apêndice pode fazer com que as bactérias se multipliquem, fazendo com que o apêndice fique inflamado, inchado e cheio de pus.

Se o apêndice explodir, a infecção pode se espalhar pela cavidade abdominal e entrar na corrente sanguínea.

Fatores de Risco reconhecidos para apendicite incluem:

  • Idade: ocorre com mais frequência entre as idades de 10 e 30
  • Sexo: mais comum em homens que em mulheres
  • Síndrome do intestino irritável
  • Infecção no trato gastrointestinal ou em outras partes do corpo
  • Trauma no abdômen sofrido em acidente de carro, acidente esportivo ou queda
  • Parasitas

Tratamento Convencional

Apendicite é uma condição médica séria que requer atendimento médico de emergência.

Para determinar o melhor meio de ação, o médico realizará um exame físico, exames de sangue e urina e, muitas vezes, exames de imagem como tomografia computadorizada, ressonância magnética ou ultrassonografia abdominal para entender melhor os sintomas de apendicite que você está sentindo.

Um histórico médico completo será feito. Além disso, a equipe médica provavelmente perguntará sobre sintomas digestivos, incluindo evacuações recentes.

Se o apêndice não se rompeu, antibióticos serão administrados. Além disso, o acompanhamento de 12 a 24 horas no hospital pode ser necessário.

Mas, se o apêndice explodir, ele será removido cirurgicamente. A maioria das apendicectomias hoje é realizada como um procedimento laparoscópico, que permite menos dor e cicatrizes e facilita a cicatrização mais rápida.

No entanto, se o apêndice explodir e houver vazamento de infecção na cavidade abdominal, a cirurgia laparoscópica pode não ser apropriada.

Benefícios da Vitamina B12 para Saúde

Quando o apêndice explode e vaza bactérias e pus no abdômen, a cirurgia está mais envolvida, pois o cirurgião deve limpar as bactérias e o pus do abdômen.

Após a cirurgia, um tubo permanecerá por algumas semanas para permitir que o abcesso continue a drenar.

Antibióticos serão prescritos para livrar o corpo da infecção. Após uma apendicectomia, a maioria dos pacientes é liberada em poucos dias.

Atualmente, há um ensaio clínico em andamento pela Escola de Medicina David Geffen, na UCLA, para determinar se o tratamento da apendicite (antes da ruptura) em nível ambulatorial com apenas antibióticos é seguro e eficaz. Os resultados iniciais são promissores.

Os pesquisadores antecipam os resultados finais em 2021.

Formas Naturais para Recuperação de Apendicite 

1- Siga todas as Orientações Médicas para Recuperação

Geralmente, após a cirurgia laparoscópica, você precisará limitar a atividade por três a cinco dias.

Para uma apendicectomia aberta, você deve limitar a atividade por 10 a 14 dias.

Se desloque devagar e deliberadamente.

Não carregue ou pegue objetos pesados.

O local da incisão precisa ficar limpo e seco.

2- Pratique Meditação

De acordo com a Mayo Clinic, após uma apendicectomia, a imaginação guiada pode ajudar a controlar a dor.

Isso pode ser particularmente útil para crianças que podem sentir ansiedade e dor após a cirurgia.

A meditação é conhecida por aliviar diversos sintomas dentre eles a ansiedade, reduzir a dor, melhorar a qualidade do sono e muito mais.

3- Cuide-se

Após uma apendicectomia, a tosse é dolorosa.

Para evitar um pouco da dor, aplique pressão no abdômen antes de tossir.

Enrole uma toalha ou use um travesseiro, coloque-o contra o seu abdômen e exerça uma pressão moderada sobre ele antes de tossir ou espirrar para evitar a dor.

4- Aromaterapia

Uma apendicectomia é um evento físico traumático e leva tempo para se recuperar. Obter muito descanso e relaxamento após a cirurgia ajudará você a se sentir melhor e a se curar mais rapidamente.

Para estimular o relaxamento, reduzir a dor e dormir melhor, pratique aromaterapia . A pesquisa mostra que a aromaterapia com óleo essencial de lavanda reduz o estresse mental e a ansiedade.

Depois de um trauma dessa natureza, as crianças são particularmente suscetíveis ao medo e à ansiedade. A difusão de óleos essenciais pode ajudar a aliviar essas emoções.

Quais os Melhores Alimentos que Produzem Colágeno

Para a dor, há uma ampla gama de estudos que mostram que a aromaterapia ajuda na redução da dor e pode ter um efeito de longo prazo na redução da dor em pacientes com queimaduras, artrite reumatóide durante o trabalho de parto e naqueles que sofrem de dor crônica.

Alguns desses estudos identificaram especificamente o óleo essencial de lavanda ou uma combinação de óleos de rosa e lavanda, enquanto outros estudos não especificaram o óleo essencial testado.

5. Arnica Propriedades Homeopáticas

Conhecida por suas propriedades anti-inflamatórias e de alívio da dor, a arnica também pode diminuir o inchaço após a cirurgia.

Use como indicado por duas semanas após a cirurgia.

6- Proteja a Saúde do seu Fígado

Após a cirurgia de apendicite, o apoio à função hepática é essencial.

Os anestésicos aplicados durante a cirurgia podem causar uma diminuição da função hepática, permitindo que substâncias tóxicas se acumulem.

Nas semanas após uma apendicectomia, evite consumir muita cafeína e álcool.

Consuma além de frutas, verduras, se não puder consumir os orgânicos, deixe de molhos em soluções caseiras para retirada do agrotóxicos e higienização dos mesmo.

Concentre-se em alimentos frescos e orgânicos, carne orgânica alimentada com capim e peixes selvagens como salmão.

7- Fortalecer o Sistema Imunológico

Evitar uma infecção após uma apendicectomia, especialmente se o apêndice rompeu e vazou bactérias e pus na cavidade abdominal, é uma obrigação.

A melhor maneira de se proteger contra infecções é garantir que o sistema imunológico esteja funcionando da melhor maneira possível.

Invista e impulsione o seu sistema imunológico, com a adição de suplementos de alta qualidade, como gengibre, ginseng, vitamina D e outros, ao seu plano de cura.

Como Perder Peso com Gengibre

O apêndice é uma parte do trato digestivo, então você pode experimentar alguns novos sintomas gastrointestinais à medida que se recupera.

Siga uma dieta saudável e evite alimentos processados ​​e alimentos que você seja sensível, incluindo glúten e laticínios convencionais.

Coma refeições pequenas e densas em nutrientes nas semanas seguintes à cirurgia.

8. Bromelaína

Em um pequeno estudo conduzido por pesquisadores do Laboratório Avançado de Recuperação de Tecidos e Feridas da Universidade do Texas.

Um suplemento contendo vitamina C, extrato de semente de uva, rutina e bromelina proporcionou  uma cura mais rápida, e os participantes experimentaram menos vermelhidão e inchaço.

A bromelaína, uma enzima encontrada no abacaxi, demonstra benefícios terapêuticos e de saúde comprovados, incluindo a prevenção de câncer, doenças cardiovasculares e diabetes.

Após a cirurgia, tome 1.000 miligramas de um suplemento de bromelaína de alta qualidade três vezes ao dia para estimular a cicatrização.

9- A vitamina A

Se você tem doença de Crohn, é vegano, tem problemas com o pâncreas ou tem fibrose cística, pode ser deficiente em vitamina A.

A deficiência de vitamina A pode torná-lo mais suscetível ao desenvolvimento de uma infecção, que pode ser incrivelmente perigosa após a cirurgia. trauma.

A dose diária recomendada de vitamina A é a seguinte:

Crianças:

  • 1 a 3 anos: 300 microgramas / dia
  • 4 a 8 anos: 400 microgramas / dia
  • 9–13 anos: 600 microgramas / dia

Mulheres:

  • 14 anos e acima: 700 microgramas / dia
  • Quando grávida: 750–770 microgramas / dia
  • Amamentação: 1.200 a 1.300 microgramas / dia

Homens:

  • 14 anos e acima: 900 microgramas / dia

Além disso, adicione uma grande quantidade de alimentos ricos em vitamina A, como atum selvagem, cenoura, batata-doce e folhas verdes.

Na sua alimentação para ajudar a fortalecer a função do sistema imunológico ao se recuperar da apendicite.

10- Vitamina C

A vitamina C, proporciona ajudar o corpo a metabolizar os anestésicos usados ​​durante a cirurgia e pode ajudar a acelerar a cicatrização.

De acordo com pesquisadores do Gundersen Lutheran Medical Center. Dr. Michael A. Fiorillow, MD, um cirurgião plástico.

Leia Também > Conheça Benefícios Incríveis do Abacaxi para Saúde

Recomenda 2.000 miligramas por dia de um suplemento de vitamina C de alta qualidade para qualquer pessoa com uma ferida aberta, ajudando assim a cicatrizar a ferida mais rapidamente.

Além disso, faça questão de consumir alimentos orgânicos ricos em vitamina C, como goiaba, laranja, pimentão vermelho ou verde e mamão.

A vitamina C estimula o sistema imunológico e ajuda a melhorar a absorção de minerais, o que é fundamental na recuperação da cirurgia.

11- Zinco

Mesmo uma deficiência leve de zinco pode interferir na cura.

De acordo com a Escola de Medicina da Universidade de Boston, um aumento no consumo de vitamina A, vitamina E e zinco pode influenciar as taxas de cicatrização de feridas.

Desfrute de alimentos ricos em zinco durante a sua cura, como carne e cordeiro alimentados com capim, sementes de abóbora, grão de bico e até mesmo cacau em pó.

12- Arginina e ômega-3

Um estudo conduzido pelo Shriners Hospitals for Children e pelo Centro Médico da Universidade de Cincinnati descobriu que a combinação de arginina ácidos graxos ômega-3.

Reduziu as infecções do sítio cirúrgico em 50%, reduzindo significativamente as internações hospitalares e na UTI.

No estudo, 10 gramas de arginina foram dadas, juntamente com uma dose personalizada de ômega-3, com base em 3,5 por cento de energia para cada paciente.

Como precaução, a arginina não deve ser administrada se o paciente for séptico ou para aqueles que têm pressão alta.

13. Glutamina

Um aminoácido essencial, a glutamina suporta a saúde gastrointestinal.

Além disso, a pesquisa mostrou que reduziu o risco de infecção após a cirurgia ou lesão, de acordo com pesquisadores do Hospital Brigham and Women na Harvard Medical School.

Leia Também > O Que são Probióticos e Prebióticos e Para que Serve

Durante a recuperação, tome entre 2 e 5 gramas de glutamina duas vezes por dia, juntamente com um suplemento de vitamina B12 de alta qualidade para obter melhores resultados.

14- Os Probióticos

Os anestésicos da cirurgia e os antibióticos prejudicam o equilíbrio bacteriano saudável natural do intestino.

Para reconstruir as bactérias saudáveis, tome um suplemento probiótico de alta qualidade que forneça pelo menos 50 bilhões de UFC por porção.

Além disso, adicione alimentos ricos em probióticos à sua dieta nas próximas semanas, incluindo kefir, iogurte, chucrute e vinagre de maçã.

15- Óleo de Coco

O óleo de coco, ajuda a evitar cicatrizes profundas.

Após a retirada dos pontos ou os grampos, massageie suavemente com óleo de coco, em torno da cicatriz.

Além disso, irá nutrir a pele e a ajudar a impedir o aparecimento de fungos, bactérias ou vírus remanescentes na pele.

16. Desfrute de uma dieta saudável e limpa.

O apêndice faz parte do sistema digestivo, portanto, durante a recuperação, uma dieta saudável e limpa é essencial.

Leia Também >Quais os Benefícios do Caldo de Osso para Saúde

Dr. Elson M. Haas, MD, fundador e diretor do Centro Médico Preventivo de Marin, em San Rafael, Califórnia, diz que uma dieta após a cirurgia deve ser leve, não gordurosa e de fácil digestão.

Precauções

Se o apêndice se romper, a infecção e as bactérias podem se espalhar por todo o abdômen causando peritonite; isso pode ser fatal.

Tome os sintomas de apendicite a sério e procure a intervenção médica rapidamente.

Após uma apendicectomia, procure um médico se tiver febre, calafrios, sangramento ou drenagem no local da incisão, vômitos, perda de apetite, tosse, falta de ar, cólicas, evacuação por dois dias ou mais, ou diarreia por três ou mais dias.

Pensamentos finais

  • O apêndice faz parte do sistema digestivo, e IBS, parasitas e infecções gastrointestinais são fatores de risco para apendicite.
  • Apendicite é uma emergência médica.
  • Se não for tratada prontamente e apropriadamente, o apêndice pode se romper.
  • Uma apendicectomia é a cirurgia de emergência mais comum nos Estados Unidos, com mais de 300.000 realizados por ano.
  • Os sintomas de apendicite em crianças são mais difíceis de identificar e podem ser mal interpretados como gases ou distúrbios digestivos.
  • Mulheres grávidas apresentam sintomas de apendicite de maneira diferente; a dor é maior no abdômen devido à gravidez. Tome os sintomas a sério durante a gravidez, especialmente quando acompanhada por uma febre baixa.
  • A dor pode começar em torno do umbigo, ou no lado inferior direito do abdômen, perto do osso do quadril direito.
  • Antibióticos são frequentemente prescritos para matar as bactérias no apêndice.
  • Se o apêndice não se rompeu, a cirurgia geralmente pode ser feita por laparoscopia.
  • Se o apêndice se rompeu, o cirurgião deve realizar uma apendicectomia aberta para remover o apêndice e limpar o pus da cavidade abdominal.
  • O apêndice não tem propósito conhecido e você pode viver uma vida normal e saudável sem um.

Deixe seu Comentário