sexta-feira , dezembro 6 2019
Home / SAÚDE / Como o Diabetes pode afetar seus Pés?

Como o Diabetes pode afetar seus Pés?

Níveis permanentes de açúcar no sangue (glicose) podem acarretar complicações graves em pessoas com diabetes. Os pés diabéticos ficam vulneráveis. 

Que levam a duas condições chamadas neuropatia diabética e doença vascular periférica podem danificar os pés (e outras áreas do corpo) em pessoas com diabetes.

As imagens mostram problemas comuns nos pés que qualquer pessoa pode ter, no entanto, pessoas com diabetes correm um risco aumentado de complicações graves associadas a essas condições, incluindo infecção e podendo até chegar a amputação.

Neuropatia Diabética

Um médico testa se sentindo no pé de um paciente.

Níveis cronicamente altos de açúcar associados ao diabetes não controlado podem causar danos nos nervos que interferem na capacidade de sentir dor e temperatura. 

Que é a “neuropatia diabética sensorial” onde aumenta o risco de uma pessoa com diabetes não notar problemas nos pés. Quase 10% das pessoas com diabetes desenvolvem úlceras nos pés devido a doenças vasculares periféricas e danos nos nervos.

O Charme Feminino com Cabelos Cabelos

 Pessoas com diabetes podem não notar feridas ou cortes nos pés, o que por sua vez pode levar a uma infecção. É extremamente importante examinar os pés todos os dias e ao longo do dia. Caso ocorra danos nos nervos, esses podem afetar a função dos músculos dos pés, causando alinhamento e lesões inadequados.

Como o Diabetes pode afetar seus Pés?

Infecção Fúngica das Unhas

As unhas infectadas com um fungo podem ficar descoloridas, grossas e quebradiças e podem se separar do resto da unha.

Unhas grossas, quebradiças, marrom-amareladas ou opacas são comuns em infecções fúngicas das unhas. A área infectada deixa a unha deformada ou pode destoar das demais unhas. O fungo se multiplica em ambiente quente, úmido e escuro criado pelo uso de sapatos fechados. 

Com lesões nas unhas há possibilidade de aumentar o risco de infecção por fungos nas mesmas. Muitas infecções pode ser difíceis, mas não impossíveis, de tratar. 

Geralmente o dermatologista prescreve orais para tratar infecções fúngicas que acontece nas unhas. Os tratamentos tópicos são eficazes apenas para alguns tipos de infecções por fungos nas unhas. Em casos mais graves, às vezes, a cirurgia é necessária para remover as áreas infectadas da unha.

Doença Vascular Periférica

Como o diabetes pode afetar meus pés

O diabetes está associado a má circulação (fluxo sanguíneo). O fluxo sanguíneo inadequado aumenta o tempo de cicatrização de cortes e feridas. A doença vascular periférica refere-se ao fluxo sanguíneo comprometido nos braços e pernas. 

Benefícios do Pistache além do Diabetes

Quando o fluxo sanguíneo está deficiente, pode aumentar o risco das infecções não cicatrizarem. Isso, por sua vez, aumenta o risco de úlceras e gangrena, que é a morte de tecidos que ocorre em uma área localizada quando há suprimento sanguíneo inadequado.

Pé de Atleta

Como o diabetes pode afetar meus pés

Essa infecção fúngica dos pés é chamada de pé de atleta. Pele rachada, coceira e vermelhidão estão associadas à condição.

O fungo entra em contato com fissuras que existam na pele, causando uma infecção que é tratada com medicamentos antifúngicos. Medicamentos orais ou cremes tópicos podem ser usados ​​para tratar o pé de atleta, pelo médico.

Calos

Como o diabetes pode afetar meus pés

A aparência de uma bolinha, que se acumula entre os dedos dos pés ou perto de uma área óssea do dedo do pé. Pressão e atrito constantes pode causar calos nos dedos. 

Algumas Dicas para Cuidar dos Calos:

  • Massageie cuidadosamente a área com uma pedra-pomes após um banho ou um banho. Consulte o seu médico antes de fazer isso.
  • Evite tratamentos de remoção de calo sem orientação médica.
  • Nunca tente cortar o calo com um objeto pontiagudo. Fazer isso pode causar ferimentos graves. Só médico está capacitado para orientar e proceder a melhor forma de eliminá-lo.

Bolhas

Como o Diabetes pode afetar seus Pés

As bolhas são salientes e cheias de líquido da pele que se formam devido ao atrito. Estourar uma bolha não é uma boa maneira de tratá-la, pois a pele que cobre a área ajuda a proteger contra infecções. 

Para cuidar de uma bolha, mantenha a área limpa, evite usar calçado que pressione o local. Só coloque pomada se realmente for necessário, cubra-a com um curativo para reduzir o risco de infecção, se for usar um calçado aberto. As bolhas feitas a partir do atrite com calçados costuma a cicatrizar rapidamente.

Se você for diabético requer muita atenção, caso esteja demorando a cicatrizar, procure o médico,

Calos

Como o Diabetes pode afetar seus Pés?

Calos são áreas duras da pele espessa que se acumulam na parte inferior dos pés. Distribuição irregular de peso, anormalidade da pele ou sapatos mal ajustados podem causar calos. Use estas dicas para cuidar de calos:

  • Esfregue a área com pedra-pomes após um banho ou um banho. Pergunte ao seu médico a melhor maneira de fazer isso.
  • Coloque palmilhas ou almofadas almofadadas nos sapatos.
  • Pergunte ao seu médico sobre medicamentos prescritos para amenizar calos.

É normal ter alguns calos. É importante nunca tentar cortar um calo usando um objeto pontiagudo. Fazer isso pode causar ferimentos graves.

Joanetes

Como o Diabetes pode afetar seus Pés

O joanete é uma área dolorida, vermelha e calejada que se forma na parte externa da articulação do dedão do pé. Os joanetes fazem o ângulo do dedão do pé ficar para dentro. 

Eles podem aparecer nos dois pés e tendem a correr em famílias. Usar sapatos de salto alto com espaço inadequado para os dedos aumenta o risco de joanetes, que contribuem para empurrar os dedões dos pés para uma posição não natural. 

Você pode cobrir o joanete com estofamento ou uma almofada de espuma ajuda a protegê-lo e amenizar. Separadores especiais de dedos e outros dispositivos podem ser usados ​​para manter os dedos em alinhamento adequado. 

Se o joanete for muito doloroso ou desagradável, a cirurgia pode ser usada para aliviar os sintomas, só o médico poderá avaliar a necessidade.

Úlceras nos Pés

Como o Diabetes pode afetar seus Pés?

As úlceras nos pés são feridas perigosas que podem afetar pessoas com diabetes. Quando um pequeno arranhão, ruptura de pele ou ferida no pé é infectada, pode ocorrer uma ferida. 

Pessoas que têm diabetes, as feridas tendem a cicatrizar lentamente ou podem deixar de cicatrizar. O diagnóstico e o tratamento precoces são necessários para reduzir o risco de complicações. 

O médico é o especialista adequado a orientar e esclarecer, sobre como cuidar adequadamente de uma ferida no pé.

Unha Encravada

Como o Diabetes pode afetar seus Pés

As unhas encravadas derivam seu nome de crescer na pele ao longo das bordas da unha. Uma unha encravada pode causar dor, pressão e até cortar a pele, levando a uma infecção. O uso de sapatos apertados ou mal ajustados aumenta o risco de unhas encravadas.

Atividades de alto impacto, como corrida e aeróbica, podem contribuir para o problema. Andar a pé, apinhar os dedos e cortar as unhas de forma inadequadamente também podem causar unhas encravadas. A melhor maneira de evitar unhas encravadas é manter as unhas aparadas.

O tratamento médico profissional é necessário se uma unha encravada for grave ou se houver uma infecção. Uma consulta ao podologo pode examinar suas unhas e esclarecer o que está acontecer e orientar da forma correta, para reparar o problema.

 Às vezes, é necessária cirurgia para remover a parte afetada da unha e a placa de crescimento da qual a unha cresce.

Pele Seca

Como o Diabetes pode afetar seus Pés

A pele resseca e com fissuras facilita a entrada de bactérias e outros germes entrem no seu organismo, causando uma infecção. Sabonetes hidratantes, loções e outros produtos podem ajudar a manter a barreira da pele macia, intacta e saudável.

Hammertoes

Como o Diabetes pode afetar seus Pés

A principal característica são músculos enfraquecidos nos dedos dos pés contribuem para a aparência enrolada conhecida como “martelo dos dedos”. Essa fraqueza encurta os tendões dos dedos dos pés, causando a contração. 

Pessoas que possuem má circulação ou danos nos nervos nos pés, como diabéticos, sobreviventes de AVC ou portadores de doença arterial periférica, correm mais riscos de martelo do que a população em geral. 

As mulheres são mais propensas a marteladas do que os homens, geralmente porque usam sapatos menos confortáveis ​​com pouco espaço para dar conforto aos dedos pés. Outros fatores de risco para hammertoes incluem aumento da idade e ter um segundo dedo do pé maior que o dedão do pé.

Hammertoes pode ser hereditário. Mas também podem ser causados ​​pelo uso de sapatos inadequados para o conforto dos dedos. Os Hammertoes podem causar diversos problemas nos pés, como calos, feridas, bolhas e dificuldade para caminhar.

O uso regular de calçado e talas corretivas podem ajudar a reposicionar e tratar os martelos. Às vezes, pode ser necessária cirurgia para endireitar os dedos afetados. Consulte um podólogo para examinar suas unhas.

Verrugas Plantares

Como o Diabetes pode afetar seus Pés

O surgimento de áreas espessadas nas solas dos pés em forma de pequenas manchas pretas ou furos são conhecidas como verrugas plantares. As verrugas plantares são causadas por um vírus. As manchas de pele afetadas são dolorosas e podem ocorrer sozinhas ou em grupos. 

Pode não ser ideal usar remédios sem receita para tratar uma verruga. Em caso de dúvida, o médico pode determinar se uma lesão é um calo ou uma verruga plantar.

Clinicas especializadas em podologia, além de profissionais podólogos tem como especialidades os cuidados dos pés, tratando de problemas específicos dos pés. Faça uma visita regularmente.


Olha isso!

Descubra 10 Benefícios da Massagem Chinesa Tuina

Descubra 10 Benefícios da Massagem Chinesa Tuina. Tuina ou tui-na (pronunciado twee-nah) massagem originada na China …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Oi, tudo bem?

Receba mais Notícicias legais!
Enviaremos todos os dias, as melhores Dicas Fresquinhas

Obrigado por nos acompanhar!