sexta-feira , dezembro 6 2019
Home / ESPIRITUALIDADE / Doação de Órgãos na Visão Espírita

Doação de Órgãos na Visão Espírita

A lista de espera de doação de órgãos é imensa, pessoas lutando cada dia na esperança da chegada do seu órgão e assim desejando viver mais.

Doação de órgãos é um ato nobre que pode salvar vidas. Há muitas pessoas que sua única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam de doação.

É importante que façamos uma reflexão da importância do ato de doar um órgão. 

E Divaldo Franco nos diz :

“Não pode haver maior dádiva do que oferecer algo que não nos é mais útil e que vai salvar uma vida”.

A doação deve ser voluntária e consciente. Para o doador é um exemplo de desapego à matéria, expressando a sublimidade do amor incondicional em benefício do próximo. Para o receptor, é um exemplo da misericórdia divina que permite a continuidade da existência física.

E o falecimento do apresentador Gugu Liberato, conhecido por muitos de nós que assistiram o programa Domingo Legal. E ainda trabalhava na televisão e que marcou gerações com seus programas.

Estava com sua família em sua casa em Orlando, EUA, quando sofreu um acidente em sua residência e ao cair de uma altura de 4 metros.

Foi hospitalizado e infelizmente não resistiu, tinha 60 anos. Sua morte encefálica foi confirmada pelo hospital e sua família na última sexta-feira dia 22 de novembro de 2019.

E Gugu tinha deixado um pedido e seu desejo, quando ocorre-se o dia do seu desencarne, a doação de seus órgãos. Sua família divulgou uma carta escrita pelo próprio apresentador Gugu e onde um dos trechos diz:

Compartilho meu corpo com aqueles que necessitam de uma nova oportunidade de viver.”

A família leu outros trechos da carta de Gugu no Hospital Orlando Health, onde ele foi internado e veio a falecer. Que foi passado pela assessoria de impressa.

Que nos faz parar para refletir sobre suas palavras e nossas ações conosco mesmo e o próximo.

Na mensagem, que eles leram: “Deus em sua infinita bondade nos dá a oportunidade da vida. Vivi minha jornada na Terra seguindo os ensinamentos que recebi de meus pais, Augusto e Maria do Céu. Com eles aprendi a importância de olhar para o próximo com amor e fraternidade”…

“Agora eu sigo adiante por um caminho que me levará mais próximo ao Pai. E neste momento quero praticar os ensinamentos do mestre Jesus. Assim como ele compartilhou o pão com os seus, eu compartilho meu corpo com aqueles que necessitam de uma nova oportunidade de viver”.

No texto, também foi lido que agora o apresentador poderia ajudar outras pessoas por meio da doação dos órgãos.

“Aos meus familiares eu agradeço por terem realizado a minha vontade. Tenham certeza que, a partir de agora, eu estarei batendo em muitos outros corações e compartilhando minha vida com outros irmãos. Que eu seja um instrumento de amor, oportunidade e de luz. Gugu”, diz a carta..

O que diz o Espiritismo a respeito da doação de órgãos?

Francisco Cândido Xavier em agosto de 1964, em entrevista à TV Tupi fala sobre o assunto o transplante de órgãos, na opinião dos espíritos sábios é um problema da ciência muito legítimo, muito natural e deve ser levado adiante. Os espíritos, segundo Chico Xavier não acreditam que o transplante de órgãos seja contrário às leis naturais. 

Pois é muito natural que, ao nos desvencilharmos do corpo físico, venhamos a doar os órgãos prestantes a companheiros necessitados deles, que possam utilizá-los com proveito. A doação de órgãos para transplantes é perfeitamente legítima.

E o que podemos dizer daqueles que possuem preconceito com este ato?

Para muitos espíritas, o espírito ainda está no corpo no transplante.

Sobre está pergunta, Chico Xavier fala ao programa Pinga Fogo:

Mesmo que a separação entre o Espírito e o corpo não se tenha completado, a espiritualidade dispõe de recursos para impedir impressões penosas e sofrimentos aos doadores. A doação de órgãos não é contrária às Leis da Natureza, porque beneficia, além disso, é uma oportunidade para que se desenvolvam os conhecimentos científicos, colocando-os a serviço de vários necessitados. 

Divaldo Franco também ressalta :

“Se a misericórdia divina nos confere uma organização física sadia, é justo e válido, depois de nos havermos utilizado desse patrimônio, oferecê-lo, graças as conquistas valiosas da ciência e da tecnologia, aos que vieram em carência a fim de continuarem a jornada.

“Não há, também, reflexos traumatizantes ou inibidores no corpo espiritual, em contrapartida à mutilação do corpo físico. O doador de olhos não retornará cego ao Além. Se assim fosse, que seria daqueles que têm o corpo consumido pelo fogo ou desintegrado numa explosão?”

No evangelho segundo o espiritismo, Cap I, item 3:

O corpo não passa de um acessório seu [do Espírito], de um invólucro, uma veste [do Espírito], que ele deixa, quando usada. […] Por ocasião da morte, despoja-se dele [do corpo físico].

Via > Tv Mundo Maior e Rádio Boa Nova

Olha isso!

Chico Xavier fala sobre Extraterrestres e sua Mediunidade

“De minha parte, considerando a existência das entidades espirituais desencarnadas, sinto que elas são também …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Oi, tudo bem?

Receba mais Notícicias legais!
Enviaremos todos os dias, as melhores Dicas Fresquinhas

Obrigado por nos acompanhar!