quarta-feira , janeiro 29 2020
Home / ECONOMIA / Com Eletrobras como prioridade, governo quer arrecadar R$ 150 bi com privatizações em 2020

Com Eletrobras como prioridade, governo quer arrecadar R$ 150 bi com privatizações em 2020

(Valter Campanato/Agência Brasil)

SÃO PAULO – O secretário-especial de Desestatização e Desinvestimento, Salim Mattar, anunciou nesta terça-feira (14) que a meta do governo para este ano é arrecadar R$ 150 bilhões com a venda de cerca de 300 ativos públicos.

O objetivo inclui empresas controladas pelo governo, como a Eletrobras, além de subsidiárias, coligadas e participações societárias. Ele ainda deixou claro que Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Petrobras não serão privatizadas.

Além disso, o secretário explicou que os Correios estão na lista de privatizações, mas que a venda da companhia está prevista apenas para o fim de 2021.

Mattar afirmou que a principal meta deste ano é vender os ativos da Eletrobras e passar o controle da empresa para o setor privado. Segundo ele, dos 300 ativos na lista, mais de 200 estão relacionados com a companhia elétrica.

Ele chamou a meta geral de ousada e explicou que o governo deve enviar um projeto ao Congresso em fevereiro propondo um caminho rápido para a venda destes ativos.

A estratégia com este projeto é colocar as empresas a serem privatizadas diretamente no Programa Nacional de Desestatização (PND). O texto ainda reduziria o tempo de atuação de escritórios de advocacia e de bancos no processo de modelagem dessas vendas.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

Fonte >Infomoney

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *