domingo , março 29 2020
Home / ECONOMIA / Taxas de títulos públicos recuam nesta terça-feira

Taxas de títulos públicos recuam nesta terça-feira

Crédito: Shutterstock

SÃO PAULO – As taxas dos títulos públicos negociados no Tesouro Direto, programa que possibilita a compra e venda de papéis por investidores pessoas físicas por meio da internet, recuam no início dos negócios desta terça-feira (28).

Hoje, investidores acompanham a participação do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em evento promovido pelo Credit Suisse, em São Paulo. Este deve ser o último pronunciamento do BC antes do início do período de silêncio pré-Copom, reunião que acontecerá nos dias 4 e 5 de fevereiro e irá decidir o rumo das taxas de juros no Brasil. O discurso de Campos Neto é aguardado, pois pode ajudar o mercado a afinar as apostas para a Selic.

No ambiente internacional, o governo da China optou por fechar a província de Hubei, prolongar o feriado do ano-novo lunar e fechar as bolsas até o dia 3 de fevereiro, como forma de evitar a proliferação do coronavírus. Além disso, por determinação de Pequim, as empresas chinesas estão proibidas de voltar ao trabalho até o dia 10.

Leia também:
Número de investidores no Tesouro Direto aumenta em 415 mil em 2019
Cinco investimentos que podem se mostrar um mico em 2020

No Tesouro Direto, o título com retorno prefixado e vencimento em 2022 pagava 4,89% ao ano, ante 4,94% a.a. na abertura de segunda-feira (27). O retorno do Tesouro Prefixado 2025, por sua vez, cedia de 6,31% para 6,26% ao ano nesta manhã.

Entre os papéis indexados à inflação, o com prazo em 2024 oferecia um prêmio anual de 2,34% ao ano, ante 2,38% a.a. anteriormente. O investidor podia aplicar uma quantia mínima de R$ 59,43 (recebendo uma rentabilidade proporcional à aplicação), ou adquirir o título integralmente por R$ 2.971,96.

Já o Tesouro IPCA+ com juros semestrais 2050 pagava 3,53% ao ano, ante 3,51% a.a. na véspera.

Confira, a seguir, os preços e as taxas dos títulos disponíveis no Tesouro Direto:

Fonte: Tesouro Direto

Saia da poupança e faça seu dinheiro render mais: abra uma conta gratuita na Rico

Baixo risco, liquidez e acessibilidade

O Tesouro Direto é considerado a opção de investimento com o menor risco no Brasil e com ampla acessibilidade, dado o investimento mínimo a partir de R$ 30. Outra vantagem do programa diz respeito à liquidez, com a possibilidade de recompra diária dos títulos públicos pelo Tesouro.

O investidor pode aplicar em títulos públicos diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo uma conta em uma corretora, como a Rico Investimentos, por exemplo, para intermediar as transações. Atualmente, a maior parte das instituições financeiras habilitadas a operar no programa não cobra taxa de administração.

O único custo obrigatório que recai sobre o investimento em títulos públicos pelo Tesouro Direto corresponde à taxa de custódia, de 0,25% ao ano sobre o valor dos títulos, cobrada semestralmente no início dos meses de janeiro e de julho.

Entenda tudo sobre Tesouro Direto neste guia completo:

Guias InfoMoney

 

Fonte >Infomoney

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *