terça-feira , fevereiro 18 2020
Home / CIÊNCIA / O que acontece se você não tirar um espinho?

O que acontece se você não tirar um espinho?

A natureza pode ser libertadora, é encantador tirar os sapatos e andar um pouco descalço no calor do verão, ou pelo menos até um espinho se enfiar no seu pé. As vezes, quando isso acontece, as lasca de madeira pode penetrar tanto na sua pele que fica difícil a remoção. Mas e se você apenas deixa-lo lá? O que acontece se você não tirar um espinho?

Bem, acredite, você não vai querer deixá-lo lá. Primeiramente porque o espinho vai atrasar a cicatrização do ferimento, além disso ele é uma porta de entrada para inúmeras bactérias que podem causar uma infecção, o que pode ser grave.

A pele é a nossa barreira física que previne infecções, se um objeto como uma lasca ou espinho perfura a pele ela vai estar facilitam a entrada de bactérias fora de pele. Essas bactérias podem já estar na lasca, Fazendo um passeio livre na sua corrente sanguínea, ou podem penetrar na corrente sanguínea algum tempo após o corte.

LEIA TAMBÉM: Pessoas nascidas cegas são misteriosamente imunes à esquizofrenia

Essas bactéria podem causar infecções gravíssimas como o tétano, por exemplo, se você não estiver imunizado. O tétano é causado pela bactéria clostridium tetani, que libera toxinas que prejudicam o sistema nervoso e causam espasmos musculares tão fortes que podem chegar a fraturar ossos.

Espasmos musculares de um paciente que sofre de tétano. Pintado por Charles Bell em 1809, Domínio público.
Espasmos musculares de um paciente que sofre de tétano. Pintado por Charles Bell em 1809, Domínio público.

Agora você já sabe que não deve manter o espinho no ferimento. Se você não conseguir agarrá-lo facilmente com uma pinça ou aplicando uma pressão lenta e constante, deve buscar assistência médica, procure o posto mais próximo, onde profissionais poderão remover a lasca usando instrumentos limpos e estéreis.

Se a lasca não for removida, o corpo provavelmente não vai absorvê-lo nem o quebrará. Pelo contrário, seu corpo provavelmente tentará empurrar a lasca para fora. A lasca pode causar uma reação inflamatória, o que pode significar inchaço e vermelhidão nessa área. Além disso, bolsões de pus podem se formar para ajudar a expulsar a lasca.

LEIA TAMBÉM: Equipe médica de Wuhan mostra marcas causadas por equipamentos

Mas e se você apenas deixa-lo lá? O que acontece se você não tirar um espinho? Bem, isso pode acabar mau. (Imagem: twopedsinapod)
Mas e se você apenas deixa-lo lá? O que acontece se você não tirar um espinho? Bem, isso pode acabar mau. (Imagem: twopedsinapod)

Caso a resposta inflamatória continue por vários dias ou semanas, é comum que a área desenvolva uma protuberância um tanto permanente ou o que é chamado de granuloma. É uma espécie de bolha protetora de células imunes que rodeia o objeto estranho que o corpo não foi capaz de expulsar.

Às vezes, o corpo pode naturalmente expulsar uma lasca da pele sem causar uma resposta inflamatória. Outras vezes, após a cicatrização, a lasca pode permanecer na pele para sempre.

De qualquer forma, corpos estranhos alojados na pele – especialmente em crianças e idosos, que podem ser mais propensos a infecções – devem ser avaliados por um profissional de saúde De qualquer forma, corpos estranhos alojados na pele – especialmente em crianças e idosos, que podem ser mais propensos a infecções – devem ser avaliados por um profissional de saúde.

Fonte >Sociedade Científica

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *