domingo , março 29 2020
Home / CIÊNCIA / Vídeo mostra captura de um dos maiores tubarões brancos já vistos

Vídeo mostra captura de um dos maiores tubarões brancos já vistos

Um dos maiores tubarões já vistos no Atlântico Norte, nomeado de Unama’ki, foi capturado na costa da Nova Escócia, no Canadá, pela OCEARCH.

O grande animal, que mede quase 5 metros de comprimento e quase uma tonelada, foi retirado do mar com cuidado e chipado para futuro monitoramento.

O tubarão foi equipado com um dispositivo que pode ser rastreado via satélite e que permitirá que os cientistas acompanhem seus movimentos. Os conservacionistas também fizeram um exame de corpo inteiro do peixe e realizaram uma ecografia antes de soltá-lo novamente na água.

Entre os segredos que a OCEARCH espera descobrir é para onde exatamente o tubarão está indo ao longo da costa e o motivo, além do seu comportamento alimentar.

Este já é o segundo maior tubarão branco já capturado no Atlântico Norte pela OCEARCH.

Você pode acompanhar Unama’ki e saber por onde ele anda, basta visitar o site da OCEARCH.org.

Unama’ki, um dos maiores tubarões brancos já capturados no Atlântico Norte, foi marcado pela organização sem fins lucrativos OCEARCH em setembro de 2019, na Nova Escócia, Canada, e agora está sendo rastreado por satélite. (Imagem: Robert Snow/OCEARCH)

Apesar do Unama’ki ser muito grande, ele não é o maior tubarão branco já visto. O maior tubarão branco já visto é uma fêmea. [Este é o maior tubarão branco já captado em câmeras: vídeo]

Kimberly Jeffries, uma mergulhadora fotógrafa da vida marinha que fazia uma expedição no Havaí, pôde registrar um tubarão branco fêmea com mais de 6 metros de comprimento, que hoje conhecemos por Deep Blue (tradução: azul profundo).

Deep Blue, assim que divulgada sua existência, virou celebridade e ganhou até uma conta no twitter

VEJA TAMBÉM: Vídeo aterrorizante mostra o tubarão mais antigo da Terra: assista

Unama’ki foi marcado em Cape Breton como parte da Expedition Nova Scotia, um esforço conjunto entre a OCEARCH e o SeaWorld, que estão investigando tubarões brancos de diferentes perspectivas.

A OCEARCH começou a etiquetar tubarões brancos há mais de uma década e está rastreando as migrações de tubarões com o objetivo de determinar onde eles se reproduzem e permanecem. É uma das poucas instituições científicas dedicadas a esse tipo de pesquisa, e a cada dia descobre novos mistérios envolvendo esses enigmáticos animais.

(Imagens: OCEARCH)

Unama’ki é um nome indígena Mi’kmaq que significa “Terra do Nevoeiro”, de acordo com a OCEARCH.



Fonte >Sociedade Científica

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *