sexta-feira , fevereiro 21 2020
Home / DINHEIRO / Você tem moedas das Olimpíadas? Elas podem valer até R$ 7 mil

Você tem moedas das Olimpíadas? Elas podem valer até R$ 7 mil

Você ainda lembra das Olimpíadas e Paralimpíadas do Rio de Janeiro, ocorridas em 2016? Pois se lembra, pode lembrar também que o Conselho Monetário Nacional (CMN) fez uma série de moedas comemorativas. E quem as guardou fez certo, porque agora o kit completo das moedas das Olimpíadas pode valer até 7 mil (o lote) para colecionadores. E a Moeda da Bandeira Olímpica é a mais rara, valendo mais ainda a unidade.

É provável que você também goste:

Com nova intervenção do Banco Central, dólar cai pelo 2º dia

Banco Central decreta liquidação da Financeira Dacasa e corretora Uniletra

INSS está chamando os aposentados e pensionistas por telefone e WhatsApp para adquirir o novo cartão do benefício?

Moedas das Olimpíadas 2016

Antes de mais nada, o CMN lançou ao todo 16 moedas diferentes, divididas em 4 conjuntos de 4 moedas. Cada moeda representa um esporte olímpico. Ao todo foram fabricados 19.980.000 (dezenove milhões, novecentos e oitenta) para cada modelo de moeda, em material bimetálico, sendo o núcleo em aço inox e o anel em aço revestido de bronze. As moedas das Olimpíadas Rio 2016 são:

  • Atletismo (2014)
  • Natação (2014)
  • Paratriatlo (2014)
  • Golfe (2014)
  • Basquetebol (2015)
  • Vela (2015)
  • Paracanoagem (2015)
  • Rúgbi (2015)
  • Futebol (2015)
  • Voleibol (2015)
  • Atletismo paralímpico (2015)
  • Judô (2015)
  • Boxe (2016)
  • Natação paralímpica (2016)
  • Mascote Vinícius (2016)
  • Mascote Tom (2016)

Lançadas entre os anos de 2012 e 2016, todas as moedas das Olimpíadas têm valor oficial de 1 real, sendo bimetálicas, com núcleo em aço inox e anel em aço revestido de bronze, medindo 27 mm de diâmetro e pesando cerca de 7 gramas.

moeda das olipiadas
Imagem: Clube da Medalha

Além disso, o Conselho Monetário Nacional também emitiu moedas especiais para os colecionadores. São moedas cunhadas em ouro e prata, sendo 4 em ouro e 16 de prata. Entretanto, essas moedas de edição especial são difíceis de encontrar e valem uma verdadeira fortuna. No site clubedamedalha.com.br, da Casa da Moeda do Brasil, a moeda Tocha Olímpica é comercializada a R$1.180,00, porém está indisponível no momento.

moeda de ouro ou prata olimpiadas
Imagem: Clube da Medalha

Moeda da Bandeira Olímpica

Mas de todas as moedas das Olimpíadas, a mais rara é a moeda da Bandeira Olímpica. Entretanto, esta moeda não foi lançada em nenhum lote distribuído entre 2014 e 2016. Pelo contrário, ela foi lançada anteriormente, em 2012, como homenagem à vinda da bandeira dos Jogos Olímpicos de Londres para o Rio de Janeiro. 

A moeda da bandeira olímpica não foi lançada em nenhum lote distribuído entre 2014 e 2016. Esse modelo é o mais antigo, lançado em 2012, e representa a passagem da bandeira dos Jogos Olímpicos de Londres para o Rio de Janeiro
Imagem: Banco Central do Brasil

Vale a pena vender as Moedas das Olimpíadas agora?

Mas se você já está se aprontando para vender suas moedas, saiba que talvez valha a pena esperar mais um pouco, pois a tendência é que, com o passar do tempo, e, consequentemente, com o aumento da procura por parte dos colecionadores, elas aumentem ainda mais de preço.

Moedas devem ter cuidados para poder ser vendidas

Em conclusão, um detalhe importante é que se você pretende vender suas moedas das Olimpíadas, deve cuidar muito do estado de conservação. Isso porque os colecionadores costumam dar muito valor a isso. A moeda deve estar no estado chamado “flor de cunho”, ou seja, sem riscos ou manchas. Por isso, as moedas devem ter circulado o mínimo possível, pois acabam sofrendo avarias. As moedas com valores mais altos são aquelas que saíram do banco e já foram guardadas.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Banco Central do Brasil.



Fonte >Seu Crédito Digital

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *