quinta-feira , dezembro 3 2020

Natura quer levantar R$ 5,6 bi em oferta de ações, prévias de 4 construtoras, Camil lucra R$ 138 mi e mais notícias

Compartilhe

(Crédito: Fotos Públicas)

No noticiário corporativo, o conselho de administração da Localiza (RENT3) aprovou a união dos negócios com a Unidas e chamou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) em 12 de novembro para deliberar sobre a incorporação de ações. Além disso, a Minerva (BEEF3) encerrou as tratativas para uma possível combinação de negócios de sua subsidiária Athena Foods com sociedade de propósito específico para aquisição, listada na Nasdaq.

A Totvs (TOTS3) aprovou a prorrogação da oferta de combinação com a Linx até o dia 17 de novembro. Hoje o mercado vai reagir às prévias operacionais do terceiro trimestre divulgadas pela Even (EVEN3), pela MRV (MRVE3), pela Direcional (DIRR3) e pela Helbor (HBOR3). Além disso, a Camil (CAML3) informou lucro líquido de R$ 138,6 milhões no segundo trimestre, e vai comentar os resultados em uma teleconferência que ocorre hoje às 11h.

Confira os destaques:

A Natura informou que estabeleceu em R$ 46,25 o preço por ação em sua oferta pública primária restrita de 121,4 milhões de ações, resultando em uma captação de R$ 5,61 bilhões. A oferta será feita no país e no exterior sob a forma de American Depositary Shares (ADSs), representados por American Depositary Receipts (ADRs).

O objetivo da oferta de ações é obter recursos para reduzir o endividamento em dólar, reduzindo os efeitos da volatilidade da taxa de câmbio e dos juros altos. E também acelerar o crescimento da empresa nos próximos três anos. A empresa afirma que pretende digitalizar suas vendas, expandir suas atividades pelo mundo, desenvolver embalagens e utilizar matérias-primas mais sustentáveis, e diversificar sua força de trabalho.

A Camil Alimentos teve um lucro líquido de R$ 138,6 milhões no segundo trimestre, alta de 26,7% ante o trimestre anterior, quando o lucro somou R$ 109,5 milhões. A alta foi de 245,6% ante o segundo trimestre de 2019, a empresa teve lucro de R$ 40 milhões. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) foi de R$ 207,5 milhões, alta de 133% na comparação anual. A receita líquida atingiu R$ 1,9 bilhão, alta de 56,3%.

A Renova Energia aceitou proposta da Prisma Capital para comprar o Complexo Eólico Alto Sertão III – Fase B. Segundo a empresa, a Prisma terá a condição de primeiro proponente (Stalking Horse), com direito de preferência na aquisição. A transação faz parte de esforços para reduzir os passivos da empresa, que está em recuperação judicial.

Grupo Mateus (GMAT3)

O Grupo Mateus deve arrecadar R$ 4,63 bilhões no seu IPO, que será o maior do ano até agora. Segundo o Estadão, a ação saiu a R$ 8,97, piso da faixa indicativa de preço. Além do lote principal, a companhia também colocou no mercado cerca de 75% do lote adicional. A estreia das ações na B3 está marcada para o dia 13.

Localiza (RENT3)

O Conselho de Administração da Localiza aprovou a proposta de combinação de negócios com a Unidas, anunciada em 22 de setembro. Também foi aprovada a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) em 12 de novembro para deliberar sobre a incorporação de ações. A proposta da administração prevê a redução do número de membros do Conselho de Administração da empresa de sete para seis membros.

Em reunião realizada na quarta-feira, 7, o Conselho de Administração da Totvs aprovou a prorrogação da oferta de combinação com a Linx até o dia 17 de novembro e também criticou duramente a atuação dos conselheiros independentes da segunda empresa, que decidiram por não levar adiante a oferta para assembleia de acionistas.

A Totvs rebateu ponto por ponto cada um dos problemas levantados na proposta, e levanta suspeita sobre a idoneidade com favorecimento pela proposta da Stone.
O documento alega que a ausência de transparência e o ‘modus operandi’ de suprimir a possibilidade de escolha pelos acionistas tem sido prática reiterada pela administração da Linx, com a Totvs alegando que foram se criando dificuldades cada vez maiores para impedir que a proposta fosse devidamente apreciada em assembleia em detrimento da oferta que a Stone fez.

A Totvs informou que a combinação de seus negócios com a Linx poderá gerar sinergias operacionais de R$ 3,2 bilhões. Segundo a empresa, as sinergias poderão resultar em uma redução anual de aproximadamente R$ 60 milhões de OPEX, assumindo a sua captura 50% no primeiro ano, 75% no segundo ano e 100% no terceiro ano. Além disso, a empresa prevê R$ 160 milhões de receita líquida no quarto ano após a implementação da combinação de negócios.

A Light informou que Raimundo Nonato Alencar de Castro foi eleito para o cargo de Diretor
Presidente da companhia. Ele atuou como diretor presidente da Cepisa entre 2018 e 2020, diretor presidente da Celpa entre 2012 e 2018 e diretor de distribuição da Cemar entre 2008 e 2012. Além disso, Firmino Ferreira Sampaio Neto e David Zylbersztajn foram eleitos presidente e vice-presidente do conselho de administração.

A Log-In Logística Intermodal ampliou seu serviço de navegação costeira, passando a atender ao porto de Assunção, no Paraguai. A linha irá conectar os principais portos brasileiros ao Mercosul, de Manaus à Assunção, utilizando os serviços marítimos regulares já em operação.

Buenos Aires será o porto de conexão da carga em contêineres dos navios da Log-In para embarcações menores que farão a travessia via Rio Paraná através de uma parceria com o armador Independencia Shipping Lines (ISL). A ISL operará o trecho Assunção x Buenos Aires x Assunção utilizando três navios, inicialmente com escala quinzenal.

Com essa nova linha, os clientes poderão escoar seus produtos diretamente com a Log-In, numa rota regular, desde Manaus até a Argentina e o Paraguai. Hoje, 92% de tudo que é transportado do Paraguai para o Brasil é feito por caminhão, e apenas 8% utiliza o transporte marítimo.

A Minerva encerrou as tratativas para uma possível combinação de negócios de sua subsidiária Athena Foods com sociedade de propósito específico para aquisição, listada na bolsa de valores Nasdaq. A empresa não informou os motivos que a levaram a desistir das negociações.

Os acionistas da Irani aprovaram a listagem da empresa no Novo Mercado da B3 e a conversão das ações preferenciais em ações ordinárias, na proporção de uma ação ordinária para cada uma ação preferencial.

A Gol aumentou sua oferta para uma média de 270 voos por dia em setembro, crescimento de 42% ante à média de 190 voos diários em agosto. Em dias de pico, a GOL operou 360 voos/dia em setembro para servir o aumento mensal de 36% na demanda por transporte aéreo. As vendas brutas consolidadas da companhia nesse mês somaram R$ 800 milhões e a taxa de ocupação média foi de 80%.

Em nota, o presidente da empresa, Paulo Kakinoff, disse que está ocorrendo um “crescimento saudável” da demanda por viagens no Brasil, e que isso deve persistir daqui para frente. “Portanto, confiamos que esses ventos favoráveis nos levem a um novo aumento em nossa capacidade ao longo dos próximos meses”, declarou.

No início de outubro, a GOL ampliou sua oferta para cerca de 400 voos por dia, e espera terminar o mês com 500 voos diários, colocando a operação da companhia em aproximadamente 60% da programação de voos em outubro de 2019. No mês de outubro, a GOL operará 93 aeronaves na sua malha e planeja a reabertura de mais três bases operacionais. A empresa destacou que não possui vencimentos significativos de dívida até 2024.

Direcional (DIRR3)

A Direcional Engenharia informou, em sua prévia operacional do terceiro trimestre, que os lançamentos totalizaram R$ 574 milhões no período, crescimento de 64% em relação ao trimestre anterior. Segundo a empresa, foi o melhor trimestre de vendas líquidas da história da companhia, com R$ 458 milhões, crescimento de 41% em relação ao mesmo período de 2019. O VSO (vendas sobre oferta) no segmento MCMV 2 e 3 atingiu 18% no período.

A Even também divulgou sua prévia operacional, com valor geral de vendas total de R$ 649,3 milhões no terceiro trimestre, alta de 124% na comparação anual. No segundo trimestre, a empresa lançou R$ 245 milhões. As vendas do terceiro trimestre somaram R$ 480 milhões, volume 84% superior ao mesmo período de 2019 e 59% maior do que o trimestre anterior. A velocidade de vendas (VSO) consolidada foi de 20%,, contra 12% no mesmo período de 2019, e 14% no segundo trimestre de 2020. Os distratos somaram R$ 88 milhões no trimestre, valor igual ao registrado um ano antes.

A MRV fez lançamentos de R$ 1,87 bilhão no terceiro trimestre, alta de 15% na comparação anual. Frente ao segundo trimestre, o avanço foi de 98,9%. Segundo a empresa, as vendas bateram recorde pelo terceiro trimestre consecutivo, com um total de R$ 1,97 bilhão, aumento de 41,1% no comparativo anual e de 8,3% frente ao segundo trimestre. A velocidade de vendas (VSO) subiu para 21,2%, ante 19,7% no trimestre anterior. Os distratos somaram R$ 187 milhões no trimestre, quase o dobro dos R$ 95 milhões vistos um ano antes.

Segundo o Credit Suisse, o resultado da MRV deve ser bem recebido pelo mercado, pois mostrou que a tese de crescimento de mercado continua válida. As vendas recordes vieram em linha com as estimativas do banco. “Esperamos que a ação reaja positivamente depois de cair 20% desde julho”, afirmou o banco. No entanto, o Credit manteve a recomendação neutra para o papel.

A prévia operacional da Helbor do terceiro trimestre mostrou vendas totais de R$ 465,9 milhões no período, alta de 112% frente ao trimestre anterior e 36% se comparado ao mesmo intervalo de 2019. A velocidade de vendas medida pelo indicador VSO Parte Helbor atingiu 16,8% no trimestre, frente 8,4% no segundo trimestre e 10,2% no mesmo período do ano passado. Já a Velocidade de Vendas dos Lançamentos atingiu 56% no trimestre. O VGV líquido somou R$ 215,7 milhões queda de 53% na comparação anual.

Wilson Sons (WSON33)

A Wilson Sons teve uma queda de 6,4% no movimento nos terminais de contêineres em setembro, que somou 91 mil TEU (Twenty equivalent unit). No acumulado dos nove primeiros meses do ano, o movimento caiu 0,8% para 512,5 mil TEU.

A Simpar, ex-JSL, informou que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) aprovou sem restrições a aquisição de 100% da Moreno Holding, sociedade que detém a integralidade da Transmoreno Transporte e Logística. A operação foi anunciada em 10 de agosto, por R$ 310 milhões.

Semana dos Vencedores: aprenda a fazer operações com potencial de ganho de R$ 50 a R$ 500, operando apenas 10 minutos por dia, em um workshop gratuito!

Fonte >Infomoney

Deixe uma resposta