segunda-feira , janeiro 18 2021

investidor deve esperar mais informações sobre cisão da Getnet para ver se compra ou não a ação – Money Times

Compartilhe

Santander
Para o longo prazo, a XP Investimentos projeta uma tendência de queda das ações do banco conforme a empresa vai perdendo seu poder de lucro com a cisão (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

Ainda é cedo para determinar o potencial valor a ser destravado aos acionistas do Santander Brasil (SANB11) com a cisão parcial da empresa de pagamentos Getnet, disse a XP Investimentos. Até que novas informações sobre o acordo com a adquirente sejam divulgadas, a corretora sugere um pouco de cautela no curto prazo.

“Esperamos que os investidores sejam cautelosos, pois não temos informações suficientes para determinar o potencial valor a ser destravado e o impacto que Getnet teria sobre os lucros do Santander”, afirmou o analista do Setor Financeiro Marcelo Campos.

O banco informou ontem à noite que iniciou os estudos da operação que torna os acionistas da companhia em acionistas diretos da Getnet, com base nas mesmas porcentagens de participação acionária. A Getnet deve ser segregada do Santander e listada tanto na B3 (B3SA3) quanto na Nyse, bolsa de valores de Nova York.

Para o longo prazo, a XP projeta uma tendência de queda das ações do banco conforme a empresa vai perdendo seu poder de lucro com a cisão. No entanto, a corretora reconheceu que o Santander, cujo foco atual está em expandir seus negócios de pagamentos pelo mundo, deve ter a Getnet “no centro de sua estratégia, alinhando os interesses dos acionistas minoritários e do grupo”.

A recomendação da XP para o Santander é neutra, com preço-alvo de R$ 32.

Criação de valor

Analistas do Safra estimaram o valor potencial para a Getnet após a cisão:

“Supondo que a Getnet negociasse a P/L (preço sobre lucro) 21 vezes de cerca de 20 vezes (executamos uma sensibilidade com múltiplos entre 15 vezes e 25 vezes, representando um prêmio sobre a Cielo (CIEL3), mas com desconto em comparação com Stone, PagSeguro etc.), implicaria em um valor de mercado de R$ 16,7 bilhões para a Getnet (assumindo que os ganhos da Getnet saltariam para R$ 835 milhões em 2021, incluindo o resultado da antecipação de recebíveis), o que poderia adicionar cerca de 6% a 13,1% no segundo trimestre de 2020, aumento anual de 230 pontos-base)”, avaliaram Luis Azevedo e Silvio Dória, que assinam o relatório desta terça-feira.

O Safra adotou uma perspectiva positiva sobre a transação, apoiada pelo fato da Getnet estar ganhando participação de mercado e, consequentemente, impulsionando o crescimento de lucros mesmo em um ambiente competitivo desafiador.

O Safra manteve a recomendação de compra para o papel, com preço-alvo ao fim de 2021 de R$ 46.

Fonte >Money Times

Deixe uma resposta