Lista de Alimentos que causam Cólicas no Bebê Durante a Gravidez

Ad Blocker Detectado

Nosso site precisar exibir anúncios on-line para nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Lista de Alimentos que causam Cólicas no Bebê Durante a Gravidez.

Se seu bebê está sofrendo de cólica, provavelmente você está se perguntando o que você pode fazer?

Apesar de já existir muitas formas de Amenizar a Cólica, ainda há mamães que sofrem e muito com isso.

Os sinais de Cólica incluem:

Muito choro – Um bebê que tem cólica geralmente chora mais ou menos na mesma hora todos os dias, geralmente no final da tarde ou à noite.

Os episódios de cólica podem durar de alguns minutos a três horas ou mais em qualquer dia.

Movimentos intestinais previsíveis – Após um episódio de cólica, ou no final do mesmo, o seu bebê pode ter um movimento intestinal ou um gás que parece oferecer alívio temporário, onde você pode aliviar todos esses sintomas simplesmente oferecendo alimentos e papinhas saudáveis para o bebê.

Choro intenso ou inconsolável – o choro da cólica é intenso e freqüentemente agudo.

O rosto do seu bebê pode parecer corado e, não importa o que você faça, você simplesmente não consegue confortá-lo.

Lista de Alimentos que causam Cólicas no Bebê Durante a Gravidez

Alterações posturais – Os bebês com cólicas muitas vezes são desconfortáveis ​​e, como resultado, você pode notar mudanças em sua postura. Isso inclui pernas enroladas, punhos cerrados e músculos abdominais tensos.

O que exatamente é Cólica?

A palavra “cólica” significa espasmo, ou aperto doloroso do músculo, mas a própria cólica permanece um pouco misteriosa.

O termo se aplica a qualquer criança saudável e bem alimentada que chora intensamente ou por mais de 03 horas por dia, mais de 03 dias por semana e por mais de 03 semanas.

É provável que a cólica comece por volta das 02 semanas de um bebê, ou mais tarde, se o seu bebê for prematuro.

Lista de Alimentos que causam Cólicas no Bebê Durante a Gravidez

E possa afetar qualquer bebê amamentado, alimentado com fórmula.

A boa notícia é que a cólica geralmente desaparece por si mesma aos 03 ou 04 meses de idade.

O que Causa Cólica?

Embora as causas da cólica sejam desconhecidas, muitos pais encontram-se voltando-se para tratamentos como massagens, balanço suave ou ruído branco.

Melhores Remédios Caseiros para Ajudar a Engravidar

Outros pais recorrem a chás de ervas, como camomila, erva doce, remédios para cólica, mas os ingredientes nem sempre são bem rotulados e alguns bebês são conhecidos por terem alergias.

O fato é que a cólica não é apenas difícil para o bebê é para a mamãe também.

Apesar do que eu usei o Colibaby e a cólica passou bem rápido

Também muito difícil para os pais, que desejam uma resposta o acontecimento e desejam que seu filhos parem de sofrer rapidamente, você não está sozinho.

Cólica Relacionada à Dieta

Uma coisa que você pode não ter considerado são os alimentos que você está comendo, e como tudo está relacionado a alimentação. Veja aqui neste livro 30 Receitas de papinhas para o seu Bebê.

As mães que estão amamentando geralmente podem desfrutar de um cardápio abundante, mas alguns bebês são sensíveis a certos alimentos. Além disso você também pode aprender a fazer a sua própria Papinha.

Veja mais aqui >> 30 Receitas de Papinhas Saudáveis

As regras básicas para manter a dieta de uma mãe saudável no período pós-natal são manter os alimentos suaves, aquecidos e muito nutritivos.

Isso envolve alimentos cozidos lentamente, como sopas e ensopados, evitando alimentos crus demais e limitando os alimentos consumidos diretamente na geladeira ou no freezer.

Qualquer coisa muito dura que venha através do leite materno pode ser prejudicial para o intestino subdesenvolvido de um bebê.

E comer delicadamente ajudará seu filho a desenvolver um intestino forte para a vida.

Os alimentos que causam cólica podem entrar no seu leite materno e perturbar o seu bebê duas horas depois de ingerido, com possíveis irritantes:

Lacticínios

Os produtos lácteos incluem leite, queijo, iogurte e sorvete. Acredita-se que o leite de vaca seja uma das principais causas de cólica relacionada à dieta.

Veja os Benefícios Incríveis da Ameixa durante a Lactação e Gravidez

As proteínas do leite de vaca entram facilmente no leite materno para serem transferidas para o seu bebê, o que normalmente é uma coisa boa, já que o bebê fica acostumado com as proteínas para mais tarde.

Mas, às vezes, a sensibilidade ao leite de vaca pode causar cólica.

Se você suspeitar que este é o caso, você pode tentar eliminar os produtos lácteos por 7 a 10 dias para ver se há alguma melhoria.

Se não houve mudança para melhor em seu bebê, reintroduza lentamente os produtos.

Se você notar uma diferença e estiver preocupado com sua ingestão de cálcio.

Converse com seu obstetra ou nutricionista sobre a aquisição de cálcio de outras maneiras, como couve, brócolis, sardinha, figos, laranjas e produtos fortificados com cálcio.

Cafeína

Refrigerantes, chocolate, café, chá, bebidas energéticas e certos remédios para resfriados contêm cafeína.

E, quando você tem uma quantidade significativa disso, seu bebê pode ficar com cólica como resultado.

Muitas mães acham que desistir da cafeína pode produzir mudanças instantâneas no comportamento diário do bebê.

Alimentos Picantes

Se você saborear seu leite materno depois de consumir uma refeição apimentada, você perceberia um sabor muito distinto.

Isso porque pequenos traços de especiarias entraram no seu suprimento de leite.

Para a maioria dos bebês, isso é bom e ajuda a acostumá-los a novos sabores, mas, para outros, até mesmo o tempero mais suave pode ser suficiente para causar desconforto.

Isso é ainda mais provável se você já sofreu azia depois de comer comida picante.

Grãos e Nozes

As gorduras de grãos, nozes, sementes, abacates e azeitonas são importantes para manter a pele do seu bebê em boas condições, mas de vez em quando podem causar cólicas leves.

Os culpados mais comuns são trigo, milho, amendoim e soja.

Alimentos que Soltam Gases

Sem dúvida, você já experimentou os efeitos nada agradáveis ​​de uma refeição excessivamente gasosa, que consiste em brócolis, cebola, couve de bruxelas, couve-flor e repolho.

Gases em excesso pode causar desconforto significativo na barriga, e se seu bebê é excessivamente sensível a isso, cortar os alimentos gasosos pode ser uma solução rápida.

Rastreando os alimentos Causadores de cólica

Determinar se o alimento que você come pode estar causando a cólica do seu bebê é feito usando um processo simples de três etapas:

Passo 1. Mantenha atenção

Anote os alimentos que você come e escreva quando e por quanto tempo o seu bebê tem episódios de cólica.

Você pode ajudar a criar vínculos entre a comida e o desconforto.

Anote quaisquer alterações no comportamento do seu bebê, tais como agitação, choro, inchaço, constipação ou diarréia, despertar inexplicável durante a noite ou vermelhidão ao redor do ânus.

Passo 2. Elimine os Alimentos

Tendo encontrado uma ligação entre comida e comportamento, agora você pode eliminar a fonte suspeita.

Tente evitar consumi-lo por 10 a 14 dias para obter melhores resultados.

Observe seu bebê para ver se os sintomas da cólica diminuem ou desaparecem.

Se não houver mudança, volte ao passo um. Se os sintomas melhorarem, siga para o passo três.

Etapa 3. Desafie o Resultado

Se os sintomas do seu bebê desaparecerem, desafie a fonte reintroduzindo-a lentamente.

Se os sintomas reaparecerem dentro de 24 horas, risque temporariamente este alimento do menu.

Continue a desafiar em intervalos regulares até determinar que a fonte de alimento é mais uma vez segura para consumir.

A maioria dos bebês tem apenas intolerância temporária a certos alimentos, e rotular um alimento como permanentemente fora dos limites pode privá-lo desnecessariamente de uma fonte valiosa de nutrientes.

Manter uma dieta Anti-Cólica

Para ajudar a reduzir qualquer possibilidade de cólica, há vários alimentos que as mães podem limitar ou evitar durante as 06 semanas que antecedem o parto e os 2 a 3 meses seguintes. Esses incluem:

  • Uvas
  • Frutas de pedra
  • Morangos
  • Mangas
  • Repolho
  • Tomates
  • Lentilhas
  • Alho
  • Abacaxi
  • Brócolis
  • Couve de Bruxelas
  • Pepino
  • Rabanete
  • Couve-flor
  • Cebola crua
  • Ervas e especiarias fortes
  • Levedura em pó
  • Estimulantes (chá, café, chocolate e álcool).

Há também aqueles alimentos que irão incentivar um intestino saudável e podem ajudar a prevenir sintomas de cólica.

Esses incluem:

  • Maçãs
  • Peras
  • aspargos
  • Cenoura
  • Aipo
  • Couve
  • Milho
  • Bananas
  • Mamão
  • Aipo
  • Beterraba
  • Abóbora
  • Abobrinha
  • Cogumelos
  • Chás (camomila, dente de leão, erva-doce e cardamomo)
  • Caldos de Osso ( veja link)
  • Vinagre de maçã

Você pode até mesmo tentar fazer certas receitas que incorporam ingredientes que aumentam a digestão, como esta cidra de maçã quente, erva-doce assada e salada de couve.

Lembre-se, não há “cura” conhecida para cólica, mas usando um método de tentativa e erro, você pode ver alguma melhora nos sintomas.

Você pode achar que uma coisa funciona ou pode ser o resultado de vários fatores, mas esteja preparado para que você tenha que esperar.

Leia > Lactante  pode Comer Linguiça de Porco?

Eventualmente, seu bebê vai crescer e ter um bebê com cólica não é um reflexo de sua paternidade.

Cólica pode atacar qualquer bebê a qualquer momento, e embora seja comum sentir raiva e ressentimento.

Você nunca deve se sentir culpado por seu bebê estar com dor.

Apenas acalme o seu coração e faça o seu melhor, e também veja por aqui neste LINK algumas outras formas de tratar a Cólica do seu bebê com papinhas saudáveis

Deixe seu Comentário